Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



||| A barbárie «anti-imperialista».

por Tomás Vasques, em 10.08.09

 

Há pouco tempo Jorge Cadima escreveu nas páginas do Avante uma das maiores defesas do regime iraniano e da fraude eleitoral. No texto incontroladamente apologético, pode ler-se: «Que tal enviar para Teerão os responsáveis pela prisão de Abu Graibe no Iraque ocupado, ou do campo de concentração de Guantanamo, para ensinar a médio-orientais medievais os altos padrões democrático-ocidentais no tratamento de presos políticos?» Hoje temos a notícia de que não é necessário enviar ninguém para dirigir as prisões de Teerão. A barbárie defendida por Jorge Cadima está a ser denunciada: manifestantes presos estão a ser violados na prisão. “Algumas pessoas presas têm afirmado que jovens mulheres foram violadas de forma selvagem. Jovens homens também foram violados de forma selvagem.” A própria polícia confirmou que aconteceram violações graves no centro de detenção de Kahrizak. Há quem não consiga estar contra Abu Graibe, Guantanamo, Kahrizak e todas as prisões políticas do mundo ao mesmo tempo. Precisam de defender Kahrizak contra Abu Graibe. Têm a «sensibilidade» ideológica para defender a barbárie nas prisões políticas dos «países anti-imperialistas».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:49


1 comentário

De nobilissimavisione a 10.08.2009 às 21:42

Um dos fenómenos mais bizarras destes últimos tempos é a aproximação dos comunistas que restam a um regime de base teológica, fundado em ditames religiosos. O apoio a Chávez, às FARC, a Putin, ao Kim-Jong-Il, tudo isso se percebe. Agora, aos clérigos que governam o Irão e à sua guarda pretoriana? É de facto uma enorme alergia a tudo o que se pareça com a democracia, a processos de decisão racionais e democraticamente legitimados.

Comentar post




Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

SOBRE LIVROS E OUTRAS ARTES

CONSULTA

LEITURA RECOMENDADA.