Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



|||LER. Vasco Pulido Valente.

por Tomás Vasques, em 06.07.09

 

Mais do que o nome de cronista ou de historiador, Vasco Pulido Valente, tantas vezes lúcido e premonitório, como contraditório e incoerente, mas sempre com uma acidez que lhe vem de dentro das desilusões que já viveu, é uma instituição do regime. Um regime que não tenha entre os seus críticos homens cultos e verrinosos é um regime que não respira, asfixiado, porque nenhum regime se alimenta da mediocridade dos seus yes man. Cada regime precisa, pois, para respirar, dos seus «vencidos da vida», jantem eles no Hotel Bragança ou no Gambrinus. A entrevista de Vasco Pulido Valente à Ler de Julho é uma Lição de um Mestre.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:03




Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

SOBRE LIVROS E OUTRAS ARTES

CONSULTA

LEITURA RECOMENDADA.