Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Interrogações de oportunidade.

por Tomás Vasques, em 04.01.12

Porque razão quase todos os bloguistas que apoiam o actual governo vieram à Praça defender a decisão de Alexandre Soares dos Santos?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:01

Pingo Doce, nunca mais!

por Tomás Vasques, em 04.01.12

 

 

Vai para aí um alarido de monta à volta de Soares dos Santos, accionista maioritário do Pingo Doce, por ter sediado a propriedade das suas acções na Holanda. É uma decisão de boa gestão de um grupo económico, já que a legislação comunitária o permite. Aliás,
17 empresas do PSI-20 já anteriormente tinham tomado tal decisão sem que tamanho burburinho se levantasse. A dimensão da indignação (o que revela muitas indignações submersas à espera de factos e ocasiões que as tragam à superfície)
tem a ver mais com Soares do Santos, do que com a decisão que tomou. O accionista principal do Pingo Doce passou, pelo menos, o último ano de vida do anterior governo, em repetidas aparições televisivas, a assumir uma postura política oposicionista, mais do que empresarial, pretendendo representar o «interesse nacional», exigindo sacrifícios a todos a torto e a direito, e a pedir que se metesse os madraços na ordem. Ao fugir desta maneira, revelou o seu carácter e a sua indisponibilidade para fazer os sacrifícios que os outros – os trabalhadores dependentes – têm de fazer. Perdeu a face – esta é a principal origem da justa indignação que por aí explodiu. Foi o «julgamento» de alguém que andou a assumir-se publicamente mais como político,  do que como empresário.
Como os cidadãos, em democracia, podem reagir colectiva ou isoladamente, cá por mim, Pingo Doce NUNCA MAIS|

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:56

Livros.

por Tomás Vasques, em 03.01.12

Blogues.

por Tomás Vasques, em 03.01.12

O Ouriço - um novo blogue a picar na blogosfera.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:11

A «democratização da economia»

por Tomás Vasques, em 03.01.12

 

 

Alexandre Soares dos Santos, o segundo homem mais rico de Portugal para a revista «Exame» e principal accionista da rede de supermercados Pingo Doce, transferiu a titularidade das acções que detém na Jerónimo Martins para uma sociedade sediada na Holanda, de modo a fugir
literalmente! – a tributação prevista no Orçamento de Estado de 2012. Ele acha que se sente «roubado» (entrevista à SICN, em
Setembro). O que dirão os trabalhadores a quem as suas empresas pagam 500 euros por mês e que não podem pagar os seus impostos nas Seychelles?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:59

Um ano sem esperança.

por Tomás Vasques, em 02.01.12

No arquipélago de Samoa, no Pacífico, mudaram de fuso horário, por motivos económicos. Os seus habitantes
deitaram-se na quinta-feira e acordaram a um sábado. Era mesmo o que nos dava jeito, a nós, portugueses: deitarmo-nos na noite de

31 de Dezembro de 2011 e acordarmos a 1 de Janeiro de 2013. Os de Samoa fizeram desaparecer um dia no
calendário. Nós precisávamos que desaparecesse um ano, pelo menos. Também por razões económicas. Mas, sabemos que estas magias de fusos horários nunca nos bafejam. Só acontecem em sítios distantes, no outro lado do mundo. E, assim sendo, temos de suportar estoicamente este ano de 2012, como se fossemos enteados de um Deus menor. E tudo isto porque, dizem-nos alguns com olhos doces,passámos décadas a viver «acima das nossas possibilidades» e, por isso, agora, «não há dinheiro». E, em consequência, só o empobrecimento e a miséria serão
redentores - nos abrirão as portas do paraíso. Neste novo ano, de marmita na mão com o almoço, vamos todos dizer em uníssono, de mãos dadas, como naquelas igrejas de fanáticos religiosos que esperam a redenção a troco de dádivas generosas:
«Não há dinheiro»! E repetimos, vezes sem conta: «Não há dinheiro»! «Não há dinheiro»! E, depois, batemos com a mão direita no peito, como quem faz o sinal da cruz, e gritamos, de preferência em histeria colectiva: «Somos todos culpados». Todos! Andámos a viver «acima das nossas possibilidades».

 

(Ler Mais...)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:12

Pág. 2/2




Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

SOBRE LIVROS E OUTRAS ARTES

CONSULTA

LEITURA RECOMENDADA.