Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A partidarite como parte do problema.

por Tomás Vasques, em 01.04.11

Macário Correia, presidente da Câmara de Faro, é um dos rostos da luta contra o pagamento de portagens nas scuts, nomeadamente A22. Ontem, o governo pediu um parecer jurídico para saber se um Governo de gestão tem competências para aplicar a cobrança de portagens nas auto-estradas SCUT que ainda não são pagas, onde se inclui a A22. Como reagiu Macário Correia? Acusando o governo de «calculismo e eleitoralismo». Pela reacção se percebe que o autarca algarvio apenas usa as portagens como arma de arremesso político-partidário e ficou preocupado com esta suspensão de pagamento. Porquê? Não lhe interessa encabeçar a luta contra as portagens no caso de ser um governo do seu partido a tomar a medida. A «partidarite» no desempenho dos cargos públicos é uma parte do problema que nos fez aqui chegar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:20

A cultura do deboche.

por Tomás Vasques, em 01.04.11

Arrepio-me com o deboche que há décadas se instalou nas administrações das empresas públicas, e que constitui um problema sério do nosso défice de cultura democrática e de gestão. E do laxismo do Estado, também. A responsabilidade é de todos os partidos, mas sobretudo o PS e do PSD que têm de acariciar insaciáveis clientelas partidárias. Nos anos em que todos nos achávamos ricos (em que, na euforia do dinheiro fácil, como se de ouro do Brasil se tratasse, e não dos nossos impostos, ministros saiam do governo e fundavam Bancos, como o BPN), os mais escandalosos comportamentos pareciam «normais». Mas, agora, que vagueamos como mendigos pelas ruas da amargura, não se pode tolerar este deboche, desde a compra de carros topo de gama para administradores de empresas públicas com muitos milhões de euros de prejuízo ou administradores que por terem frequentado uma faculdade decidiram «auto-licenciar-se» para poderem ganhar por ano o que um trabalhador com o salário mínimo ganha em toda a vida. Enquanto esta cultura do deboche persistir  não há quem nos salve.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:15



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

SOBRE LIVROS E OUTRAS ARTES

CONSULTA

LEITURA RECOMENDADA.