Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Treinador de sofá (2).

por Tomás Vasques, em 15.06.10

Li por aí críticas à escolha de jogadores «brasileiros» para a selecção nacional de futebol. Não percebi se esses críticos pensam que o Eusébio nasceu na Reboleira.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:30

Treinador de sofá.

por Tomás Vasques, em 15.06.10

Perdemos uma grande oportunidade de substituir o treinador da selecção nacional de futebol, hoje, durante o intervalo do jogo com a Costa do Marfim.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:00

Perder tempo nas auto-estradas.

por Tomás Vasques, em 15.06.10

 

As auto-estradas mataram o prazer das viagens; ampliaram a nossa ignorância sobre aldeias e vilas lindíssimas, sobre parte considerável do nosso património; afastaram-nos do convívio com os nossos conterrâneos mais isolados e de restaurantes genuínos. Empobreceram o nosso conhecimento e a vontade de descobrir, do acaso e da aventura. Hoje, mesmo quando vamos em férias (ou nos designados «fins-de-semana prolongados») entramos numa auto-estrada à porta de casa, em qualquer ponto das áreas metropolitanas de Lisboa e Porto, e saímos à porta de casa no destino, apenas permitindo uma breve paragem para comer uma sandes numa qualquer estação de serviço. Ainda há pouco mais de duas décadas, a caminho do Algarve, raramente repetia o mesmo percurso. Umas vezes viajava o mais próximo da costa, parava aqui e ali, e almoçava ora no Cercal, ora em Odemira; outras vezes, ia por Ferreira do Alentejo, almoçava um cozido de grão no cruzamento de Canhestros, ou em Ervidel, e quando chegava a Castro Verde decidia, então, se ia pela Serra do Caldeirão, com paragem obrigatória no restaurante da Tia Bia, em Barranco do Velho, ou se seguia por Mértola, Alcoutim, Guerreiros do Rio (onde se petisca muito bem) em direcção à Foz de Odeleite. Hoje, as auto-estradas obrigam-nos a correr, na esperança de ganharmos tempo. Mas só perdemos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:55

Coisas importantes.

por Tomás Vasques, em 15.06.10

 

 

Parece que os programas de culinária de Nigella estão a dar que falar. Eu gosto de ver a Nigella a cozinhar. Aliás, em rigor, eu gosto de ver a Nigella, ponto. Isto significa que se a Nigella aparecesse a falar com Mário Crespo sobre a Comissão Parlamentar de Inquérito ao negócio PT/TVI ou sobre o plano de ataque anglo-saxónico ao Euro eu não perdia a conversa. Porque estava lá a Nigella, naturalmente. Mas, apesar disso, a Nigella não é só «mamas e ancas», como escreve a Sofia Vieira. Há ali um estilo caseiro, despretensioso que agrada a quem cozinha.  E o Francisco, como é seu dever, não deixa passar o que é importante, sobretudo em matéria de cozinha.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:48

Menos Estado, melhor Estado.

por Tomás Vasques, em 15.06.10

É uma boa altura para inscrever num dos próximos «Pecs» a privatização da RTP. Há que acabar com os sorvedouros de dinheiros públicos sem qualquer serviço público que se veja (as modalidades internacionais da RTP podem ser asseguradas por canais privados).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:03



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

SOBRE LIVROS E OUTRAS ARTES

CONSULTA

LEITURA RECOMENDADA.