Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Tiros pela culatra.

por Tomás Vasques, em 25.03.10

Hoje no Avante, Anabela Fino, referindo à votação do PEC, na Assembleia da República, escreveu: «os deputados do PSD e do CDS/PP não deixarão de se juntar aos do PS para aprovar o que dizem ser inaceitável, prática corrente na política nacional a provar que não é por acaso que existe o ditado «ouve o que eu digo, não vejas o que eu faço». Afinal, na votação os deputados do CDS/PP juntaram ao PCP. Se Anabela Fino tivesse uma pinga de decoro, na próxima quinta-feira explicava-nos esta irmandade. Mas, eu sei que vai passar pelo tema como cão por vinha vindimada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:54

Discussão do PEC na Assembleia da República (8).

por Tomás Vasques, em 25.03.10

O PEC foi votado na Assembleia da República, obtendo os votos a favor do PS, a abstenção do PSD e os votos contra do CDS, PCP/Verdes e BE. Fiquei sem perceber quem se sentiu mais incomodado no momento da votação: se Paulo Portas que se levantou, exprimindo o seu voto contra, ao mesmo tempo que Jerónimo de Sousa e Francisco Louçã; ou se Francisco Louçã e Jerónimo de Sousa que se levantaram ao mesmo tempo que Paulo Portas. Não é todos os dias que a extrema-esquerda se faz acompanhar por Paulo Portas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:04

Discussão do PEC na Assembleia da República (7).

por Tomás Vasques, em 25.03.10

Ainda uma referência à intervenção de Manuela Ferreira Leite: esteve concentrada nos seus méritos e nas suas razões durante a campanha eleitoral de Setembro de 2009, e concluiu: o PCEC é uma imposição de Bruxelas a todos os países que se portaram mal. Foi uma intervenção de despedida, um adeus, qualquer coisa do tipo: ainda ninguém sonhava com a crise e já nós dizíamos o que devia ser feito. Fala em sentido de responsabilidade e diz que vai deixar passar a coisa, apesar de não se identificar com ela. Esta conversa não pega. Recebeu poucas palmas da sua bancada. Não admira, amanhã há novo líder.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:22

Discussão do PEC na Assembleia da República (6).

por Tomás Vasques, em 25.03.10

A partir daqui, as intervenções destinam-se a encher chouriços. Na votação, o PSD parece que se vai imolar no altar que o actual grupo dirigente erigiu a Cavaco Silva. Passemos à frente, pelo menos até às presidenciais. Até lá temos a visita do Papa, o Benfica campeão e o Mundial de futebol.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:09

Discussão do PEC na Assembleia da República (5).

por Tomás Vasques, em 25.03.10

Bernardino Soares, em nome do PCP, dá a orientação: vá pedir o dinheiro a quem nos meteu na crise; vá pedir ao sector financeiro; não peça a quem é vítima da crise.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:03

Discussão do PEC na Assembleia da República (4).

por Tomás Vasques, em 25.03.10

O deputado do Bloco de Esquerda sintetiza a sua posição: a direita perdeu as eleições, mas ganhou a política.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:56

Discussão do PEC na Assembleia da República (3).

por Tomás Vasques, em 25.03.10

Responde Teixeira dos Santos e pergunta a Miguel Frasquinho: as medidas mais gravosas do que as de este PEC que estão a ser tomadas na Grécia, em Espanha, no Japão, na Irlanda, também são culpa de José Sócrates? Aguarda-se a resposta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:56

Discussão do PEC na Assembleia da República (2).

por Tomás Vasques, em 25.03.10

Segunda intervenção (Afonso Candal não conta): Paulo Portas, segundo as suas palavras, prometeu aos eleitores que votaria contra qualquer aumento de impostos e da carga fiscal, por isso, vota contra o PEC. É uma intervenção para cativar a «classe média» e ganhar votos ao PSD (e também ao PS).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:48

Discussão do PEC na Assembleia da República.

por Tomás Vasques, em 25.03.10

O debate iniciou-se com a intervenção de Miguel Frasquinho. Pelo que disse contra este Plano, sobretudo sobre o aumento de impostos, o PSD só pode votar conta. Se não votar contra é «cúmplice».

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:47

Patti Smith e Bolaño.

por Tomás Vasques, em 25.03.10


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

SOBRE LIVROS E OUTRAS ARTES

CONSULTA

LEITURA RECOMENDADA.