Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Auschwitz.

por Tomás Vasques, em 26.01.10

 

Para ler e reler, o texto de Irene Pimentel que começa assim:

 

 

 

Em 27 de Janeiro, decorrem sessenta e cinco anos da libertação, pelos soviéticos, do campo de concentração e de extermínio nazi de Auschwitz, na Polónia. Além de se ter tratado de um campo de extermínio, onde foram massacrados, pelos nazis, mais de um milhão e meio de homens, mulheres e crianças, na sua maioria judeus, e também, ciganos, prisioneiros de guerra russos, polacos e presos políticos, o nome de Auschwitz é hoje um símbolo de uma dos maiores crimes cometidos contra a humanidade. É um nome que acaba por recobrir, não só, como se verá, Auschwitz-Birkenau, como todos os outros cinco campos de extermínio, de Majdanek, Chelmno, Belzec, Sobibor e Treblinka, todos situados na Polónia ocupada pela Alemanha nazi.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:32

Nunca digas desta água não beberei.

por Tomás Vasques, em 26.01.10

 

 

O Orçamento de Estado está alinhavado, com a bênção da «direita» (para a extrema-esquerda a «direita» existe quando vota com o PS e deixa de existir quando vota com o PCP e o BE, como no caso da suspensão da entrada em vigor do Código Contributivo), apesar de muitos jornalistas aguardarem ainda, a pé firme, há várias horas, a chegada da pen à Assembleia da República. Amanhã, ainda se discutirá a Lei das Finanças Regionais, mas o actual Presidente da República e o PSD não vão esticar a corda porque, já se percebeu, não querem eleições antecipadas na Primavera de 2010. A partir da aprovação do Orçamento, o governo vai, com alguma tranquilidade, procurar manter-nos com a cabeça fora de água. Em Março e Abril, os jornalistas, que neste momento estão à espera da entrega da pen, vão andar num rodopio atrás do PSD, do congresso proposto por Santana Lopes, das directas, de Passos Coelho, de Aguiar-Branco e companhia, de quem apoia quem. Não vão ter tempo para ler estatísticas ou acompanhar a evolução do desemprego. Em Maio, a missa celebrada no Terreiro do Paço por Sua Santidade o Papa, bem como a sua chegada, a sua partida e os passos entretanto dados, ocupará a abertura dos telejornais e as primeiras páginas dos jornais. Em Junho e Julho, o mundial de futebol será o tema inevitavelmente dominante e até a ida à casa de banho de Cristiano Ronaldo será acompanhada por todos os canais de televisão e pelos jornalistas da imprensa escrita. Após tanta emoção, o «pessoal» – os eleitores – vai a banhos. Vai descansar para o Algarve, para a República Dominicana, para onde lhes der na gana. Estão no seu direito: trabalham e têm direito a férias. A seguir, a partir de finais de Agosto, entram em cena as eleições presidenciais, o que significa que, após a aprovação do Orçamento, as presidenciais são o facto político mais relevante deste ano e com maiores consequências no futuro deste governo. Há quem pense que o PS, após a apresentação da candidatura de Manuel Alegre, está tolhido, não tem margem de manobra nas eleições presidenciais. Não é verdade. Isso é o que o BE pretende fazer passar. Neste momento, está na mão do PS reduzir Manuel Alegre a candidato do BE ou dar-lhe a mão e retirá-lo dessa situação redutora em que voluntariamente se colocou. Manuel Alegre está, agora, obrigado a dar garantias ao PS para receber o seu apoio. Se o apoio do PS aparecer sem qualquer garantia, Cavaco Silva está eleito.

 

(publicado aqui)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:58

Blogues.

por Tomás Vasques, em 26.01.10

Tiago Moreira Ramalho está de regresso, a solo, com Plomb du Cantal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:33

A vida dá muitas voltas.

por Tomás Vasques, em 26.01.10

Muitos daqueles que, há 4 anos, nas eleições presidenciais, se empenharam para que se desviassem os votos do candidato do Partido Socialista para outros candidatos, agora choram lágrimas de crocodilo na incerteza de poderem (ou não) votar num candidato presidencial apoiado pelo Partido Socialista. Clamam a cada minuto para que o PS se decida. Haja decoro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:23

Treinador de sofá.

por Tomás Vasques, em 26.01.10

Em Fevereiro, o Sporting defronta duas vezes o F C do Porto, uma vez no Dragão, outra em Alvalade; defronta o Benfica e duas vezes os ingleses do Everton. Carlos Carvalhal deve estar aos saltos de contentamento: em toda a sua carreira como treinador, nunca lhe tinha sido concedida uma oportunidade como esta apenas num mês. Fevereiro é decisivo para Carvalhal: não há meio-termo, ou sai de gatas ou sai em ombros.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:55

Exposições.

por Tomás Vasques, em 26.01.10


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

SOBRE LIVROS E OUTRAS ARTES

CONSULTA

LEITURA RECOMENDADA.