Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Coisinhas boas recebidas por e-mail.

por Tomás Vasques, em 19.12.09

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:22

Cultura política.

por Tomás Vasques, em 19.12.09

Vasco Pulido Valente e José Pacheco Pereira, cada um a seu modo, hoje no Público, focam um dos aspectos mais evidentes, mas inevitáveis, da degradação da nossa «vida política»: nos primeiros anos, a democracia foi construída com gente abnegada, desprendida, com convicções e formada na luta conta a ditadura. Escreve Vasco Pulido Valente: «A maioria dos deputados de 1975, de 76, de 79, de 80, chegou a São Bento por convicção, com sacrifício, com risco (principalmente, em 75) e, ponto importante, com uma carreira respeitável. Poucos vieram por oportunismo. Quase nenhum para se promover, para ganhar influência, para entrar nos "negócios", para arranjar um emprego.» Pacheco Pereira (num momento menos sectário), a propósito do declínio político do PSD, também vai beber à mesma fonte: «É nítido que nos seus primeiros anos o PPD, e depois o PSD, era muito diferente da actualidade. Era constituído por uma elite nacional e local, os seus fundadores, que compreendia um conjunto de advogados, juristas, médicos, alguns reformados, professores, um ou outro engenheiro e alguns operários (sim, operários) e empregados. Mas os advogados eram o núcleo central dessa elite, quer a nível nacional, quer local. Esses advogados não eram alheios à intervenção política antes de 1974, uns na chamada "ala liberal" no tempo de Marcelo Caetano, outros como membros da oposição tradicional moderada e não comunista, com ligações à Maçonaria.» Esta cultura política dos primeiros anos da democracia perdeu-se aos poucos (mas se procurarmos bem o período da ruptura encontramo-lo nos 10 de «cavaquismo» de onde resultaram os BPNs e outras malezas) e agora, com a mudança de paradigma e de geração, uma nova cultura política leva anos, décadas mesmo a consolidar, tal como levou anos e anos a formar aquela que em 1974 deu rumo à democracia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:17



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

SOBRE LIVROS E OUTRAS ARTES

CONSULTA

LEITURA RECOMENDADA.