Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



||| Canal história (Rectificado).

por Tomás Vasques, em 29.01.09

Em 1980, ano de eleições legislativas, era então Francisco Sá Carneiro primeiro-ministro, a Oposição resvalou para a «luta policial» (em vez da luta política). O Diário, jornal do PCP, foi o primeiro a lançar a campanha das alegadas dívidas de Francisco Sá Carneiro à banca (à mistura, a Oposição envolveu a sua vida pessoal e privada ao barulho, tendo inclusivamente Mário Soares falado sobre o assunto num debate com Freitas do Amaral) e insistiu no tema até à exaustão. Em meados de Agosto, na RTP – não haviam mais canais e tinha acabado de estrear o colorido – Sá Carneiro defendeu-se do «combate larvar» que lhe moviam. Em Outubro, a AD obteve a segunda maioria absoluta.

(Vitor Dias chamou-me à atenção para o facto de nem o Diário, nem o PCP se terem pronunciado sobre a vida pessoal de Sá Carneiro, referindo-me o facto de Mário Soares o ter feito num debate com Freitas do Amaral, o que é verdade.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:18

João Miranda passou-se dos carretos e misturou conceitos de direito penal com direito do trabalho. Quando deitarmos pela borda fora as liberdades, direitos e garantias dos cidadãos, tão arduamente conquistadas ao longo de séculos, deixaremos de ter empregadas domésticas. Passaremos todos a «servidores do Estado», como o empregado de mesa do restaurante Floridita, na Calle Obispo, em Havana.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:49

Situacionistas são todos aqueles que estiveram contra a invasão do Iraque, a qual provocou quase um milhão de mortos. Não se deve mostrar a realidade porque não corresponde à minha opinião. Isto é o mesmo que tirar  Trotsky da fotografia.

 

«5 de Maio de 2003 - Noticiário das 22 horas - apresentação de um livro de poemas contra a guerra no Iraque . Música e imagens de fundo propagandísticas de responsabilidade dos autores do noticiário. Soldados americanos, bombas, sofrimento nos hospitais. Será que os nossos jornalistas não percebem que inserir estas peças num noticiário é pura propaganda e nada tem a ver com jornalismo

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:07

 

Situacionismo é tudo aquilo que não corresponda à minha opinião, enquanto eu (e os meus) estivermos na oposição. Quando eu (e os meus) estivermos no poder, situacionismo é tudo aquilo que não acompanha a mudança que o meu Governo quer realizar; ou seja, tudo aquilo que não corresponde à minha opinião. Em suma, se és hoje um situacionista por não acompanhares a minha opinião, não tens alternativa:  ou te subordinas ou serás situacionista toda a vida. Isto é o que diz a minha prima Hermenegilda e  Jerónimo de Sousa, seguindo ambos os ensinamentos dos «mestres pensadores».

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:39

«Quem bebe pelo gargalo, compra a garrafa

 

João Gonçalves, Portugal dos Pequeninos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:13

||| Citações.

por Tomás Vasques, em 29.01.09

«A Pátria tem esta fraqueza: tudo que de bom ou mau de nós se diga para lá de Olivença tem uma enorme repercussão nas nossas lusas meninges

 

Helena Matos, Público, 29.01.09.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:56

||| Internacionalismo proletário.

por Tomás Vasques, em 29.01.09

Alguns portugueses – por razões políticas – ficam satisfeitíssimos com as «investigações» jornalísticas que, hoje, dão conta que os «Ingleses suspeitam de Sócrates». Qualquer português honrado, no mínimo, mandaria os «ingleses» suspeitarem da mãezinha deles. Além da honra que lhe carece, são pacóvios: o que vem do estrangeiro é que é bom. Isto é verdade para este primeiro-ministro, como para qualquer primeiro-ministro de Portugal, seja de que partido for, bem como para qualquer cidadão. A investigação portuguesa que siga o «rasto do dinheiro» e chegue a qualquer lado. Por meia dúzia de lugares no Parlamento não é necessário vestirem-se de Miguel de Vasconcelos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:24



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

SOBRE LIVROS E OUTRAS ARTES

CONSULTA

LEITURA RECOMENDADA.