Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



||| Mea Cuba.

por Tomás Vasques, em 20.02.08



Cabrera Infante morreu há 3 anos, a 22 de Fevereiro de 2005. Releio Mea Cuba. O que ele, por estes dias, teria escrito sobre a «retirada» de Fidel Castro.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:17

||| USA, 2008 [6]

por Tomás Vasques, em 20.02.08
Os norte-americanos serão mais machistas do que racistas? Ou não será esta a questão?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:57

||| Ainda o «caso Abrantes».

por Tomás Vasques, em 20.02.08

||| Noitadas.

por Tomás Vasques, em 20.02.08
Ontem à noite, antes de adormecer, comecei a imaginar como estaria, hoje, Portugal e a vida dos portugueses, se


1. Fizesse por estes dias três anos de uma maioria absoluta do Bloco de Esquerda, com Francisco Louçã como primeiro-ministro;


2. Fizesse por estes dias três anos de uma maioria absoluta do PCP, com Jerónimo de Sousa como primeiro-ministro;


3. Fizesse por estes dias três anos de uma maioria absoluta do CDS-PP, com Paulo Portas como primeiro-ministro;


4. Fizesse por estes dias três anos de uma maioria absoluta do PSD, com Luís Filipe Menezes (ou Santana Lopes) como primeiro-ministro;



O exercício permitiu-me concluir que a sabedoria popular é imensa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:32

||| Treinador de sofá.

por Tomás Vasques, em 20.02.08
Foi pena o F C do Porto não ter conseguido ganhar o jogo de hoje, como o Sporting e o Benfica conseguiram na semana passada. Nas taças europeias todas as vitórias contam para o «ranking». Foi pena!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:47

||| Palha de Abrantes

por Tomás Vasques, em 20.02.08
Há contendas que valem a pena; outras não valem um chavo. Nas que valem a pena, um insulto, mesmo soez, desfaz-se na nobreza da argumentação. Nas outras, nas que não valem um chavo, o insulto é ampliado ao ponto de amesquinhar o remetente. Vem isto a propósito do que se tem escrito, na bloga, sobre o «caso Abrantes» – o qual, quem quer seja, personagem individual ou colectivo, deve estar deliciado com o que se está a passar. Mas, para além dos insultos, parece-me que o dito «Abrantes», (que, dizem alguns, não é «Abrantes», mas «um conjunto de assessores do governo» - o que, à primeira vista não é motivo de perseguição) deve ter metido o dedo numa qualquer ferida que desconheço. Não pode haver outra explicação para tanto «empenhamento» e tanta «azedura».

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:44



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

SOBRE LIVROS E OUTRAS ARTES

CONSULTA

LEITURA RECOMENDADA.