Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Piadas à Carmona (2).

por Tomás Vasques, em 03.06.07
«Tradutores».

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:15

Piadas à Carmona.

por Tomás Vasques, em 03.06.07

Carmona Rodrigues, em entrevista ao Expresso, quando lhe perguntaram pela inflação de assessores nos seus mandatos, não respondeu à questão mas, para descalçar a bota, disse que, no tempo de João Soares, «havia na Câmara seis tradutores de russo». Eu nunca conheci nenhum. Nem no gabinete de João Soares, nem no gabinete de relações internacionais, nem em qualquer serviço da Câmara. Só se estavam na clandestinidade e na dependência dos pelouros atribuídos ao PCP. Como o «muro de Berlim» já tinha caído, talvez fosse necessário traduzir o Pravda diariamente.

Ainda na mesma resposta, Carmona acrescentou outra piada: «o número de funcionários duplicou». Ora, em 1990, haviam aproximadamente 9 800 funcionários na Câmara (incluindo a Polícia Municipal e Regimento de Sapadores Bombeiros). Duplicar dá quase vinte mil. Como é do conhecimento geral, a Câmara tem hoje onze mil e tal funcionários e aumentou mais de mil nos 6 anos em que Carmona andou por lá. É só saber tabuada, como é gelatinoso sacudir, assim, a àgua do capote.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:49

Maiorias absolutas.

por Tomás Vasques, em 02.06.07
Francisco Louçã tem a maioria absoluta dos delegados na Convenção do BE. Na discussão do regimento, as tendências minoritários acusaram Louçã e os maioritários de quererem «limitar a liberdade de expressão» dos minoritários. Mas, ainda há quem pense que «eles» são diferentes. Ainda por cima, carregando aos ombros toda a cultura política de tantas ditaduras.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:16

A não perder.

por Tomás Vasques, em 02.06.07
O Congresso do Bloco de Esquerda, minuto a minuto, visto pelos olhos do 31 da Armada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:26

Ella Fitzgerald Sings

por Tomás Vasques, em 02.06.07

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:49

Gostei de ler.

por Tomás Vasques, em 02.06.07
COLIGAÇÃO EM LISBOA (Tiago Barbosa Ribeiro, Kontratempos).
O ZÉ É QUE SABE (João Gonçalves, Portugal dos Pequeninos) .
el mandamás (Cristina Vieira, Contra Capa) .
A greve que serviu ao Governo (Pedro Correia, Corta-fitas).
AS GROSSERIAS DO EXPREESSO , (Eduardo Graça, Absorto).
A árvore genealógica do Bloco de Esquerda (Rodrigo Moita de Deus , 31 da Armada).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:39

Não há nada a fazer?

por Tomás Vasques, em 02.06.07
O tal Sérgio Galba é que nos topou logo à primeira. Mal aqui chegou escreveu a César Augusto a dar notícias desta gente: «Estes lusitanos nem se governam, nem se deixam governar».

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:36

Venezuela.

por Tomás Vasques, em 02.06.07
O secretário de Estado das Comunidades, António Braga, segundo o Expresso de hoje, tece loas ao governo venezuelano. É claro que o governo português deve manter as melhores relações de Estado com a Venezuela, tanto mais que por lá vivem e trabalham milhares e milhares de portugueses. Tal como mantém boas relações com outros Estados que não são exemplos de democracia. Mas, tecer loas a um governo que comanda uma acelerada «cubanização» da Venezuela, com a consequente supressão das liberdades democráticas, não é, no mínimo, politicamente prudente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:47

Aeroportos.

por Tomás Vasques, em 01.06.07
João Soares disse, ontem à noite no Barreiro, o que sempre o ouvir defender, pelo menos desde 1999, ou seja há 8 anos: «O aeroporto na Ota é um disparate total pois a Portela ainda não está esgotada. Uma decisão nesse sentido vai ser prejudicial para a margem sul que vai pagar cara a asneira em 20 ou 30 anos.»

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:15

Dia Mundial da Criança.

por Tomás Vasques, em 01.06.07


... versão "revolucionária".
(Via TóColante)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:45

Bons exemplos.

por Tomás Vasques, em 01.06.07
Miguel Sebastián, o candidato socialista à autarquia de Madrid, abandona a actividade política, quer no Município, onde foi eleito vereador, quer no partido, depois do que classificou como «uma derrota sem desculpa». Regressa à Universidade Complutense, onde era professor.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:56

Pág. 6/6




Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

SOBRE LIVROS E OUTRAS ARTES

CONSULTA

LEITURA RECOMENDADA.