Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Emasculação.

por Tomás Vasques, em 20.06.07


«Isto, por exemplo, não é concordância com feminismos vácuos e outros quejandos. Isto é um apontamento mais de uma mulher que não é indiferente à vida gretada das mulheres invisíveis; ou às gretas invisíveis das mulheres visíveis.» (Miss Allen, o regabofe)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:17

Citações.

por Tomás Vasques, em 20.06.07

Extractos de Delitos à moda do Porto, de Manuel Carvalho , Editorial doPúblico, 20.06.2007. (Sublinhados meus).


«Por estes dias em que tanto se discutem as pressões do poder sobre os media aconteceu na segunda cidade do país um episódio que nos remete para os tenebrosos tempos em que se perseguiam cidadãos por manifestarem ideias em público. A história resume-se em poucas palavras: um jornalista que desempenha um cargo directivo no Jornal de Notícias decidiu participar numa acção de protesto contra a cedência de um espaço público, o Teatro Rivoli, a Filipe La Féria; o jornalista é filmado sem autorização no exercício dos seus direitos de cidadania, as imagens são então servidas no site da Câmara do Porto através de um link que acompanha um texto com o título sugestivo de que o JN "endurece oposição: director adjunto manifesta-se contra a Câmara do Porto". Quando tanto se fala das tentativas do Governo em coagir os jornalistas e de cercear o seu acesso às fontes de informação, é fundamental que se olhe para o que acontece há anos na Câmara do Porto. Porque se há lugar no país onde se respira o ar "claustrofóbico" que o PSD denunciou nas cerimónias do 25 de Abril esse lugar é o Porto. (…)
a Câmara do Porto e os seus spin doctors transcenderam-se e atingiram o limiar do inaceitável. O sentido da decência e do respeito pela liberdade, incluindo a liberdade de errar, não existe naquele clube intolerante.(…)
Comparado com ele, José Sócrates, os seus assessores e chefes de gabinete são aprendizes. É por isso que, antes de atirar pedras ao Governo sobre o clima de "claustrofobia" que se vive no país, o PSD tem o dever de olhar com atenção para o exemplo que acolhe dentro das suas próprias fileiras. »

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:58

Ideias para Lisboa, uma citação.

por Tomás Vasques, em 20.06.07
«Por vezes não chega identificar as variáveis do problema e depois aplicá-los numa simples equação determinista, pois existem sempre um conjunto de variáveis, que são necessariamente identificáveis ou simplesmente ignoradas e que podem fazer a diferença… É o tal bater de asas da borboleta! (...) Entendo que Lisboa tem uma solução, mas esta deve ser encarada não na perspectiva da identificação das variáveis, que no meu ponto de vista é um trabalho ingrato, mas na identificação do problema e na aposta da sua resolução optando pela acção no plano da criação ou redinamização de dinâmicas. Tanto no plano das dinâmicas sociais, como no plano de parcerias que se possam desenvolver, como até no plano das apetências. Estou claro a caminhar na senda de uma teoria do caos… Muito subdesenvolvida ainda, mas que me parece o melhor caminho, quando as teorias deterministas estão a mostrar as suas limitações, tanto no plano teórico, como sobretudo na sua execução prática!Vamos Pensar Seriamente LisboaUlisses Neves Pinto, apoiante de um candidato a Lisboa (o facto de ser apoiante do candidato ao qual já declarei o meu apoio não me inibe de me rir, ou de chorar...).
(Encontrei esta pérola aqui).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

SOBRE LIVROS E OUTRAS ARTES

CONSULTA

LEITURA RECOMENDADA.