Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



No gira-discos.

por Tomás Vasques, em 13.06.07

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:50

Jangada de pedra.

por Tomás Vasques, em 13.06.07
José Saramago, no decurso de uma «Lição de Mestres», em Espanha, demonstrou saber de cor e salteado a lição dos seus mestres (desde Fidel a Chávez), e disse: «Antes gostávamos de dizer que a direita era estúpida, mas hoje em dia não conheço nada mais estúpido que a esquerda». E Porquê? O próprio responde, sem equívocos: «Estamos a chegar ao fim de uma civilização e aproximam-se tempos de obscuridade, o fascismo pode regressar; já não há muito tempo para mudar o mundo». Conclusão: a esquerda que não luta contra o fascismo é estúpida. Estamos conversados!
(Sobre o mesmo tema: Carlos Manuel Castro, João Gonçalves e João Melo Alvim).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:27

Marchas populares (2).

por Tomás Vasques, em 13.06.07

Meu caro João (espero que os mestres pensadores não interpretem como «amiguismo» uma troca de opiniões): obviamente este post cheira a sardinha assada e a suor que tresanda, apesar de o essêncial ter a ver com o mesmo evento «alienar o povo» ou «preservar a identidade cultural da cidade». De qualquer modo, é só um farrapo que se desprende da memória em dia de «marchas populares». Talvez incómodas memórias de outros tempos. Nas «marchas populares», por detrás das barreiras metálicas assistem sempre, há quarenta anos e agora, os mesmos rostos. O mesmo bairrismo. O mesmo povo (agora, também, felizmente, eleitores). A diferença reside nos locatários das «tribunas de honra» – a maralha do poder: noutros tempos eram escolhidos, sem apelo, nem agravo, pelo «senhor» de Santa Comba Dão; hoje são escolhidos pela «massa» anónima e entusiasta que está para lá das barreiras metálicas. E esta «massa» anónima, quando lhe dá na gana corre com uns e escolhe outros. De plástico, uns; de pau carunchoso, outros. Mas, é por esta diferença que muitos milhões de venezuelanos hoje lutam. O resto é secundário.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:08



Cantigas de portugueses

São como barcos no mar —

Vão de uma alma para outra

Com riscos de naufragar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:48

O pessoal o que queria era o relógio.

por Tomás Vasques, em 13.06.07

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:09

Marchas populares.

por Tomás Vasques, em 13.06.07

Por esses dias, o ditador António de Oliveira Salazar definhava num quarto do palácio de S. Bento, meio tonto, meio lúcido - ao que se dizia -, talvez gozando a hipocrisia daqueles que lhe impingiam a treta de que ainda era Presidente do Conselho.
Encontrámo-nos ao jantar, em véspera do dia de Santo António, num pequeno restaurante nas Escadinhas do Duque, talvez no Transmontana, para participar numa noitada de conspiração antifascista.
Depois de jantar, dirigimo-nos à Avenida da Liberdade. Aí, começámos por distribuir panfletos contra a farsa eleitoral que se avizinhava e as ilusões da primavera marcelista.
A noite estava quente e uma multidão bairrista, a cheirar a sardinha assada e a suor, assistia entusiasmada à passagem das «marchas populares», as quais desfilavam, bairro a bairro, avenida abaixo, mais ou menos com o mesmo figurino do evento que ainda hoje se realiza.
Nessa altura, há quase quarenta anos, tratava-se - dizia-se - de um evento destinado a «alienar o povo».
Hoje, diz-se, que é um evento que procura «preservar a identidade cultural da cidade».
Quem saberá onde está a verdade?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:48



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

SOBRE LIVROS E OUTRAS ARTES

CONSULTA

LEITURA RECOMENDADA.