Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Artes.

por Tomás Vasques, em 08.05.07




Nas artes associa-se mais a liberdade de expressão e a crítica política e social à escrita e menos às artes visuais (entendendo estas, também, nas vertentes mais «tecnológicas»). O blogue que dá pelo nome de WEHAVEKAOSINTHEGARDEN cultiva um «traço» irreverente, satírico, irónico e bem humorado na boa tradição portuguesa de escárnio e mal dizer, um exercício de crítica aos mil grotescos que por ali fervilham como formigas em açucareiro, como diria Rafael Bordalo Pinheiro. A ver diariamente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:57

Dúvidas.

por Tomás Vasques, em 08.05.07


Encolhi-me durante a campanha para as presidenciais em França: quase não me prenunciei. Se fosse francês – o que, evidentemente, não sou – votaria em Ségolène, apesar das dúvidas que, desde o primeiro momento, me invadiram sobre os rumos (e as consequências) que a França seguiria com ela na presidência. Mas sei – todos sabemos – que, muitas vezes, o cargo amadurece as personagens que os ocupam ao ponto de apagarem completamente as «fragilidades» ou a «plasticidade» com que se apresentaram às eleições. Neste momento estou hesitante: a França encontrou em Sarkozy o presidente certo para encetar a mudança – a ruptura – de que precisa ou, pelo contrário, neste acto eleitoral o povo francês decidiu invadir o Iraque. A ver vamos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:23

Memórias (3)

por Tomás Vasques, em 08.05.07
«Muito céptico sobre a bondade intrínseca da espécie humana, não acreditava em coincidências e, portanto, apreciava alinhar os factos - nomeadamente a política e a economia - numa ordem lógica de causa e efeito, em que a impressão digital do culpado conduzia ao devido apuramento de responsabilidades. A lucidez com que se permitia antever, e acertar , por exemplo, na inversão dos ciclos económicos, dava--lhe um enorme prazer intelectual. Não viveu o suficiente para confirmar, in loco, o acerto da última das suas profecias políticas, feita alguns dias antes da partida, no andar da Travessa do Pinheiro, à Estrela, onde até a desarrumação de livros, jornais e revistas parecia programada ao pormenor. Nesse derradeiro encontro de amigos, o Vítor antecipou, com um rigor hoje impressionante, o futuro do Governo de António Guterres e do próprio primeiro-ministro, relacionando-o com um agravamento da conjuntura económico-financeira que, na altura, parecia impensável.»
Mário Bettencourt Resendes, A grande conspiração (texto sobre Vitor Cunha Rego) (DN 29.10.04 ).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:28

Memórias (2)

por Tomás Vasques, em 08.05.07
«Dentro de alguns anos, será curioso verificar o efeito das novas adesões ao PS. As primeiras, vindas da extrema-esquerda e, mais tarde, do PCP, resultaram num sucesso absoluto. O partido não poderia estar tão à direita sem eles»
Victor Cunha Rego (DN, 12/1/99).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:13

Memórias.

por Tomás Vasques, em 08.05.07
«Cavaco Silva não é um líder. É desonesto politicamente e foge quando tem um adversário que lhe faz frente»
Vitor Cunha Rego, entrevista a O Independente, a 4 de Setembro de 1992.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:59

Gostei de ler:

por Tomás Vasques, em 08.05.07
1. - a puta da memória é quase sempre curta. Pelo menos para alguns... (Cristina Vieira, Contra Capa).
2. - allegro ma non troppo (Miss Woody, O Regabofe)
3. - not all, but somethings about f. (and me) (Laura Abreu Cravo, Mel Com Cicuta )

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:34

Engenheiros!

por Tomás Vasques, em 08.05.07
Tantos anos para chegar a esta brilhante conclusão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:16

Repor a guita.

por Tomás Vasques, em 08.05.07
Desde o início da década de noventa, pelo menos, ainda sob os auspícios de Cavaco Silva, e depois com António Guterres, Durão Barroso e Santana Lopes, andámos sempre a gastar o que não tínhamos, convencidos que o ouro e as especiarias chegariam sempre de qualquer lado, nem que fosse de Bruxelas. Agora estamos a começar a repor a guita.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:14

Promessas eleitorais...

por Tomás Vasques, em 08.05.07



Em Agosto de 2000 o candidato do PSD à Câmara de Lisboa prometeu reabilitar o Parque Mayer em 8 meses. Será que nas eleições intercalares que se avizinham, neste ano de 2007, o candidato do PSD irá fazer a mesma promessa? Ou apenas nos dirá que não tem nada a ver com o Parque Mayer e que nem quer ouvir falar nesse assunto?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:28



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

SOBRE LIVROS E OUTRAS ARTES

CONSULTA

LEITURA RECOMENDADA.