Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Até amanhã.

por Tomás Vasques, em 25.02.07

Otto Griebel (1895-1972 )

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:42

Velhos métodos para novas tecnologias.

por Tomás Vasques, em 25.02.07
Não invejo os bloguistas portugueses residentes em Macau/China.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:43

Mais livros.

por Tomás Vasques, em 25.02.07



Ao contrário de Reinaldo Arenas, o escritor cubano Pedro Juan Gutiérrez não foi expulso da Ilha e por lá vive, escreve e publica no estrangeiro. O que é bom porque vai transmitindo o que se passa no “paraíso” castrista. Está traduzido em português (D. Quixote) o seu Ciclo Havana Central, composto pelas obras Trilogia Suja de Havana, O Rei de Havana, Animal Tropical, O Insaciável Homem Aranha e, o último, Carne de Cão. Pedro Juan Gutiérrez retrata o quotidiano do povo cubano como ninguém. Num estilo simples e directo. Deste último livro transcrevo uma cena, passada na praia de Guanabo, a qual corresponde ao estilo de vida cubano moldado por meio século de “socialismo”:

«Finalmente acabou de chover. A uns passos de mim havia um grupo de gente bêbada. Um dos homens chateou-se com a mulher. Uma gorda descomunal. O gajo disse-lhe:
-Não tens nada de falar a ponta de um caralho com ninguém. Sua puta!
- O caralho mete-lo tu pelo cu acima e puta é a tua mãe, marado!
O gajo enfiou-lhe um estalo na cara. A gorda desatou a chorar, mas pregou-lhe também um estalo. (…) O gajo tinha quatro correntes de ouro penduradas ao pescoço, com uma medalha enorme de uma santa qualquer, o peito peludo como um urso, e uma bebedeira descomunal. Arrastava a língua e dizia:
- Vou-a matar! Não tinha nada que falar com aquele negro!
»

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:29

Reinaldo Arenas

por Tomás Vasques, em 25.02.07
.




Aos poucos a obra literária do escritor cubano Reinaldo Arenas vai sendo traduzida para português. No final de 2006 foram editados mais dois títulos: O Assalto (Ambar) e O Engenho (Antígona). Deste último transcrevo um grito de revolta saído das entranhas da Ilha do velho ditador:


« Será que ninguém sente o crepitar desesperado da Ilha
onde milhões de
escravos (já nem cor têm) esgaravatam
inutilmente a terra?
Não há nada a
dizer; resta-nos derrear o corpo e fuçar.
Não há nada a dizer da liberdade;
aqui ou nos calamos
ou morremos com um tiro.
Não há nada a dizer da
humanidade; aqui, ou aplaudimos
ou morremos com um tiro.
Não há nada a
dizer dos sagrados princípios da justiça:
aqui, ou prostramos o nosso corpo
de escravos ou morremos
naturalmente com um tiro.
Assim se resumem os
nossos direitos



Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:30

Acontece...

por Tomás Vasques, em 25.02.07

Como chatear o pessoal dos parquímetros

por Tomás Vasques, em 25.02.07



Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:44

Blogues do arco da velha (2).

por Tomás Vasques, em 25.02.07
Há dias referi dois blogues de autores com mais de 90 anos - uma espanhola e um sueco. Torquato da Luz enviou-me o endereço de um blogue de um português com mais de 90 anos. Trata-se de João Silva, um homem ligado ao cinema, que pelas minhas contas deve ter nascido em 1916. E como não podia deixar de ser, com muitas histórias para contar, desde as tentativas de golpes militares depois do 28 de Maio até aos episódios da sua vida profissional, como por exemplo, alguns episódios durante as filmagens de Bocage , de Leitão de Barros, em 1937. A não perder.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:33



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

SOBRE LIVROS E OUTRAS ARTES

CONSULTA

LEITURA RECOMENDADA.