Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Gostei de ler

por Tomás Vasques, em 12.02.07
«ontem, noite, avenida, liberdade, teatro».

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:56

Hoje, alguém acordou assim?

por Tomás Vasques, em 12.02.07

... há muitos anos que não sei o que é ter os cabelos em pé, por isso, não entendo como é possível alguém, hoje, precisamente hoje, acordar assim, como a anunciar um terramoto...
(foto: Isaac Madera)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:26

Patetices.

por Tomás Vasques, em 12.02.07
Só agora li o artigo de Luis Delgado no DN de hoje. Seguindo o fio do seu “refinado” raciocínio, direi: em 1998, a Assembleia da República, no quadro das suas competências legislativas, aprovou uma lei de despenalização do aborto. António Guterres, primeiro-ministro, e Marcelo Rebelo de Sousa, presidente do PSD, urdiram a tese de que tal lei só deveria entrar em vigor depois de ser referendada. Ora, como essa consulta de 1998 não foi vinculativa, o que seria normal era ter entrada em vigor a lei aprovada na Assembleia da República. Mas não foi, no respeito pela vontade maioritariamente expressa. Evocar-se, hoje, o inverso é patético. A dúvida que me fica é se Delgado é mesmo patético ou se acha que lhe coube em sorte representar esse papel.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:42

Grandes portugueses constituem governo*

por Tomás Vasques, em 12.02.07
1º Ministro - D. João II
M. Finanças - Salazar
M. Defesa - Afonso Henriques
M. Obras Públicas - Marques de Pombal
M. Interior - A. Cunhal
M. Cultura - F. Pessoa
M. Educação - Camões
M. Transportes - Vasco da Gama
M. Justiça - Aristides Sousa Mendes
M. Negócios Estrangeiros - Infante D. Henrique


(*Recebido por e-mail).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:16

Minguante nº 4

por Tomás Vasques, em 12.02.07

Já saiu. Ver aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:00

Novidade

por Tomás Vasques, em 12.02.07

O Público hoje aparece renovado. Gostei.
«A generalização da banda larga pulverizou radicalmente os canais de distribuição da informação. O surgimento dos blogues alargou o espectro do debate público. A facilidade de colocar na rede textos, sons e imagens dessacralizou a função dos jornalistas e alterou irremediavelmente a superfície de contacto entre a informação e os seus destinatários. A pressa da vida moderna nem sempre tolera espaço e tempo para o prazer de ler jornais. Num ápice, constatámos que qualquer alteração incremental redundaria numa mera atitude de resistência e estaria condenada ao fracasso. » Editorial, Público, 12.02.2007.




Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:10



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

SOBRE LIVROS E OUTRAS ARTES

CONSULTA

LEITURA RECOMENDADA.