Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Tomás Vasques, em 05.12.06
PERDOAI-LHES PORQUE ELES NÃO SABEM O QUE ESCREVEM.



Há muitos anos que não lia num só parágrafo tantos disparates factuais, tanta ignorância histórica e política, tanta alarvidade ideógica. Nem os escribas do Avante conseguem tal proeza. São cabecinhas pensadoras destas que, enredadas numa tenebrosa teia de falsidades, estão naturalmente impossibilitadas de compreender porque razão a América Latina, de lés a lés, atravessa o presente ciclo político. Não resisto a trancrever o parágrafo a que me refiro (sublinhados meus):

"Para Pinochet agonizante, as flagelações estatísticas dos três mil desaparecidos, do golpe de 73, das torturas e da morte de Allende. Esquecem-se as vestais que o general foi alcandorado ao poder na iminência de um golpe comunista em avançada fase de preparação em La Moneda. Comissários de Castro encontravam-se em Santiago assessorando um presidente minoritário que executava uma política anti-constitucional que estava a precipitar o Chile no vórtice da pré-guerra civil. Allende lançara mão de uma política que violava a Constituição, os direitos individuais, de propriedade e de associação. Num quadro de subversão marxista em toda a América do Sul, os militares chilenos desencadearam um golpe preventivo, impuseram um regime autoritário que cometeu inúmeros atropelos, mas nunca degenerou numa solução totalitária. Pinochet elevou o Chile à categoria de economia avançada, com uma sociedade civil forte, interventora e responsável. Que eu saiba, nunca um tirano comunista se apresentaria a eleições questionando o povo sobre a sua permanência no poder. Pinochet submeteu-se ao voto dos seus concidadãos, perdeu e afastou-se. Deixou um Chile próspero, democrático e progressivo que continua a fazer a inveja de todos os seus vizinhos."

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:56

...

por Tomás Vasques, em 05.12.06
ATÉ AMANHÃ.


Eider Astrain, óleo y carboncillo sobre lienzo

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:12

...

por Tomás Vasques, em 05.12.06
OLIVENÇA.


Há por aí uns gajos simpáticos – o grupo de amigos de Olivença – que dedicam os seus tempos livres à nobre tarefa de devolver às gentes de Olivença a pelintrice portuguesa, como quem se dedica a coleccionar borboletas. Em 1801, um amante da rainha Maria Luísa, o general Godoy y Alvarez de Faria Rios Sanchez Zarzosa, durante aquela bagunça das invasões francesas, levou-nos a aldeia alentejana tão reclamada. Passados 200 anos, consta que os portugueses raianos vão em romaria a Olivença. Não vão por fervor patriótico, mas para fazer compras: a gasolina é muito mais barata e o IVA é apenas 16%.O caricato é que, segundo leio nos jornais, um tribunal português, ignorando as mais elementares regras de direito internacional, deu seguimento a uma queixa apresentada pelos nossos simpáticos amigos de Olivença, constituindo arguidos alguns responsáveis espanhóis por estradas e obras, incluindo um ministro (ou ex-ministro, não percebi bem) do governo espanhol por terem realizado obras numa ponte fronteiriça (sem autorização do IPPAR). A decisão do Tribunal da Relação de Évora (estou a falar pelos jornais, não li nenhuma sentença e, por isso, posso estar a ser impreciso) é hoje tratada, com simpatia, pelo El País. Mas, em casos deste tipo, a simpatia é a antecâmara da anedota.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:09

...

por Tomás Vasques, em 05.12.06
MINGUANTE.

Saiu o número 3 de Minguante.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:31



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

SOBRE LIVROS E OUTRAS ARTES

CONSULTA

LEITURA RECOMENDADA.