Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Tomás Vasques, em 24.09.06
Até amanhã.


(Sabine Germanier -Techniques mixtes 70/100 cm)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:10

...

por Tomás Vasques, em 24.09.06
Isto não está tão mal como parece...
Afinal de contas, segundo reza uma notícia de primeira página do Sol, Valentim Loureiro só controla um terço dos árbitos. Pensava eu que era muito mais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:05

...

por Tomás Vasques, em 24.09.06
Até dá gosto ler:

«É por isso que eu acho que o "direito à greve" não tem lugar num Estado de Direito. Ou há violação de contratos ou não há: se há, existem os tribunais; se não há, alguém está violar os direitos legais e reais dos outros. E hoje, claramente, os violadores são os grevistas.» O que mais gostei foi "os violadores são os grevistas", sem menosprezar "o direito à greve não tem lugar num Estado de Direito". Fez-me lembrar os argumentos dos Sovietes no começo dos anos 20, quando consolidaram o poder: "Agora o poder está nas mãos da classe operária e a classe operária não faz greves contra si própria, por isso qualquer greve só pode estar ao serviço dos reaccionários internos e do imperialismo internacional". Não explicam o que se passou num dia de Maio de 1886, em Chicago. Depois o pessoal não sabe.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:08

...

por Tomás Vasques, em 24.09.06
A verdade é como o azeite...



Relembro o que escrevi aqui há algum tempo: sobre a intervenção militar americana no Iraque, hoje, não há duas opiniões; há apenas aqueles que tiveram razão e os que não querem admitir que se enganaram. Acrescento: mas estes são cada vez menos. Hoje, foi dado eco a um relatório dos serviços secretos norte-americanos que conclui que a guerra no Iraque aumentou a ameaça terrorista. A desmontagem da aventura norte-americana a que muitas vozes lusas se associaram está concluida. Primeiro, comprovou-se a inexistência de armas de destruição maciça, em nome das quais a invasão se justificava. Por cá, as vozes carregadas de argumentos falaciosos, desastrados e patéticos que secundaram as “teses” vindas do outro lado do Atlântico, ficaram em silêncio, uns; ou disseram que, apesar de tudo, a invasão tinha valido a pena porque constituía uma derrota da Al-Qaeda e do terrorismo internacional, outros. Mais tarde, o próprio Senado norte-americano chegou à conclusão de que o antigo regime iraquiano não tinha qualquer ligação à Al-Qaeda. Novo balde de água fria sobre os senhores da guerra. Mas, mesmo assim, por cá, poucos se atreveram a admitir o logro em que caíram. Agora, este relatório enterra definitivamente as vozes dos senhores da guerra: a invasão do Iraque aumentou a ameaça terrorista. A última réstia que resta é o argumento da democracia exportada através dos mísseis para o Iraque. Mas há alguém de bom senso que tenha coragem de falar em democracia no Iraque? Por fim, a desmontagem da aventura da Administração Bush foi feita a partir dos Estados Unidos – do Senado, dos serviços secretos, da comunicação social. Este facto tem dois significados: primeiro, permitiu que a desmontagem não fosse rotulada de “teoria da conspiração”; segundo, demonstra que a Democracia nos Estados Unidos é tão forte que resiste a um personagem como o anedótico senhor Bush.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:58

...

por Tomás Vasques, em 24.09.06
Parque Nacional da Peneda Gerês.(2)
«O comandante do Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil (SNBPC) afirmou hoje em Arcos de Valdevez que os incêndios e a área florestal ardida desceram significativamente este ano, "apesar de ter havido cinco ondas de calor". Segundo Gil Martins, em 2006, registaram-se menos 11 por cento de fogos do que na média dos últimos cinco anos e menos 67 por cento, em média, de área ardida em relação ao mesmo período.
O comandante do SNBPC falava no Mezio, Parque Nacional da Peneda-Gerês, perante o Presidente da República, Cavaco Silva, durante a sessão de apresentação, pelo Governo, do balanço provisório da época de fogos florestais que aponta para uma diminuição de 78 por cento da área ardida, face a 2005. » Sic Online.
Ou seja: Cavaco Silva foi ao Parque Nacional da Peneda Gerês dar o seu aval ao Governo pelos "resultados positivos inequívocos" no combate aos fogos florestais e repetiu o que o Governo (o ministro da tutela) disse em diversas ocasiões: não estamos satisfeitos, mas os resultados são estimulantes. Assunto encerrado porque, agora, a chuva cai a cântaros.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:54

...

por Tomás Vasques, em 24.09.06
Vanessa Fernandes


12 vitórias consecutivas - ontem foi em Pequim - na Taça do Mundo de triatlo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:25

...

por Tomás Vasques, em 24.09.06
Até amanhã.





(Sabine Germanier - Phuopsis (stylos, encre, crayons de couleurs, feutres, pastels) 70/70 cm)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:19



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

SOBRE LIVROS E OUTRAS ARTES

CONSULTA

LEITURA RECOMENDADA.