Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Tomás Vasques, em 15.05.06
Tempos houve em que homens sem medo - generais ou não - enfrentavam com coragem as dificuldades.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:59

...

por Tomás Vasques, em 15.05.06

Feria del libro sin papel - Tudo sobre a política do Livro na vizinha Espanha a propósito da Feira do Livro de Madrid. (no Periodista 21)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:32

...

por Tomás Vasques, em 15.05.06
Lisboa está cheia de vacas, não perca a oportunidade.


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:59

...

por Tomás Vasques, em 15.05.06
Carlos Martins - "Do outro lado", amanhã, às 19 Horas, no S. Luis.


Com Bernardo Sassetti, Alex Frazão e Nelson Cascais. Convidado para uma canção: Carlos do Carmo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:36

...

por Tomás Vasques, em 15.05.06
Hoje há novidades: O Presidente da República falou e convocou o país (para utilizar a expressão que Francisco Louçã utilizou quando apresentou a sua candidatura à Presidência da República, mas o país não entendeu e deu-lhe menos expressão eleitoral que ao partido que o apoiou) para "pensar global e agir global" . Esperamos que o país e, principalmente os empresários, a quem a mensagens se dirigiu, entendam o que Cavaco Silva quiz dizer.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:24

...

por Tomás Vasques, em 15.05.06
Será recado para alguém que assina os seus textos como historiador?: «Um dos deveres dos historiadores é não fazerem previsões, pois ninguém sabe o futuro, mas usarem o seu sentido da História para dar uma ideia, fazer uma previsão educada sobre direcções prováveis. Para mim, a linha que não se deve cruzar é a do envolvimento directo em política partidária. Quando se faz isso - e, claro, muitos colegas meus fazem-no - inevitavelmente corrompe o nosso julgamentoGarton Ash, em entrevista ao Expresso.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:15

...

por Tomás Vasques, em 15.05.06
A raiz do medo, Medina Carreira, no Público de ontem.
«Perante estas dificuldades e incertezas, o quadro político vigente é caracterizado pelo imobilismo. Todos os partidos com assento parlamentar estão "cercados" pelos cinco a seis milhões de portugueses que, sustentados pelo Orçamento, reclamam respeito pelos direitos e pelas expectativas "adquiridas": políticos, funcionários, reformados, subsidiados e familiares - o nosso Portugal mais conservador e privilegiado - constituem uma permanente "ameaça", que só tem consentido a mentira ou a dissimulação. Eles são a raiz do medo. Os políticos activos fingem assim desconhecer que o Estado Social europeu do século XX é filho de um "negócio" entre os capitalistas e os trabalhadores, destinado a "redistribuir" por todos a abundante riqueza que se criava. E que agora, sem nada para redistribuir a contento de todos, o "negócio" terá de ser repensado ou acabará arruinado. Não há solução à vista, resta a demagogia e o País segue à deriva. O Estado Novo, perante o problema colonial, recusou também repensar e simulou desafiar os "ventos da história". A democracia de Abril, já mais vesga que aquele, tenta ignorar esses "ventos". É sina e será desgraça nossa.»

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:07



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

SOBRE LIVROS E OUTRAS ARTES

CONSULTA

LEITURA RECOMENDADA.