Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Tomás Vasques, em 16.02.06
Até amanhã

(Terry Rodgers, Just Like the Night, 2004, 56" x 72", oil on linen - via Erotismo Gráfico)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:25

...

por Tomás Vasques, em 16.02.06
Fundamentalismo e o politicamente correcto. O «politicamente correcto» é uma moda que, muitas vezes, exclui o exercício de pensar. É normalmente um reflexo à flor da pele de quem nunca será responsabilizado ou penalizado pelo que diz. Por isso, em certas circunstâncias, o melhor é navegar contra a corrente. Nesta história dos «cartoons», na qual quase toda gente centrou a questão sobre na defesa do direito de expressão contra uns trogloditas que incendeiam embaixadas e o mais que apanharam pelo caminho quase sem saber porquê, ir contra a corrente tem os seus custos, mas é imprescindível que alguém assuma esse difícil papel. Vamos esmiuçar o problema. As manifestações de rua nos países muçulmanos supostamente contra a publicação dos «cartoons» foram preparadas e organizadas com antecedência; quem as preparou e organizou sabe – sabe muito bem – o que representa nos países democráticos a liberdade de expressão e, sabe também, que aos Estados democráticos não podem ser assacadas responsabilidades pelo exercício desse direito; e, por ser assim, é que este é o tema escolhido para lançar os muçulmanos contra o «Ocidente» – exactamente onde mais atiça a revolta e a consciência democrática dos europeus; o objectivo desta manobra de diversão é atiçar a conflitualidade e preparar o terreno para uma guerra – uma guerra que os dirigentes muçulmanos mais fundamentalistas desejam ardentemente; como resposta, o «pensamento politicamente correcto» vai a reboque destes desejos e clama: - querem guerra? Vamos a ela! Tudo isto é demasiado previsível. Não chega dizer que temos valores superiores. É necessário demonstrar isso. Não está em causa o direito de expressão nos países democráticos. O que está em causa é a necessidade dos fundamentalistas muçulmanos – Irão, Palestina, etc. – se legitimarem na «guerra santa» contra o Ocidente. E por isso lançaram o Maomé para a fogueira - a unidade faz através de Maomé. A única atitude que pode contrariar os objectivos dos fundamentalistas ( também do Ocidente) é desanuviar e não atiçar. Mas o «politicamente correcto» faz o contrário: aqui d´el rei que nos querem tirar a liberdade de expressão. Vamos à guerra - dizem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:13

...

por Tomás Vasques, em 15.02.06

...

por Tomás Vasques, em 15.02.06
Memórias. O saudoso escritor José Marmelo e Silva, contou-me um dia, há muitos anos, talvez em 1966, se as contas não me falham, a propósito de qualquer coisa que não me ocorre, a seguinte história: a D. Carminda, senhora de pergaminhos burgueses, tinha por longínquo hábito, após o almoço, dormitar enquanto lia o seu jornal preferido – «O Século». Sentada na poltrona junto à janela ia folheando o jornal à medida da sonolência. Na página das notícias internacionais leu o título em parangonas: «Terramoto na Índia provoca 46 000 mortos». Seguiu para a página seguinte sem se deter nos pormenores, depois de passar pelas brasas mais uns minutos. «Coitados» – disse a meia voz ao ler nas notícias nacionais: «Despiste de autocarro na Pampilhosa da Serra provoca 4 mortos e 16 feridos». Na intermitência entre a leitura e o dormitar chegou à Local, onde se demorou por muito tempo até passar os olhos pelo canto inferior direito da página. «Meu deus, que desgraça» – quase gritou quando leu a meia dúzia de linhas: «O coronel reformado Flávio Costa, ilustre benemérito desta cidade, foi ontem atropelado na Avenida da Boavista. Transportado de imediato ao hospital, e depois de submetido a vários exames médicos, foi diagnosticado uma fractura da perna esquerda. O senhor coronel já se encontra em sua casa em convalescença. «Maria, Maria» – gritou a senhora D. Carminda quase em pânico – traz-me o xaile que tenho que ir visitar o senhor coronel. Nas guerras também é assim: a guerra só nos dói quandos os mortos nos batem à porta. E toda esta lengalenga a propósito das seguintes reflexões colhidas no Blogo Existo:"Estamos em guerra e estamos a perder. Estamos a perder, antes de tudo, porque ainda não percebemos que estamos em guerra."(J. Pacheco Pereira, 9.2.06)"Por isso, por brutal que pareça, não basta neste momento dizer que se consideram soluções militares: é preciso começar a prepará-las."(J. M. Fernandes, 13.2.06)"A intervenção deve ser cirúrgica, sobre os centros nucleares, não nuclear e sem mortos."(L. Salgado de Matos, 13.2.06).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:19

...

por Tomás Vasques, em 15.02.06
Primeiro resultado do inquérito no caso do «Envepe 9» : Director do «24 horas» e dois jornalistas constituidos arguidos e acusados do crime de «acesso indevido a dados pessoais», depois da Polícia Judiciária ter efectuado buscas nas instalações do jornal, durante cerca de duas horas, e apreendido o computador de um jornalista. Pela minha parte, ingenuamente pensei que o inquérito pedido há um mês pelo Presidente da República se destinava a apurar a responsabilidade do Ministério Público na introdução no processo da Casa Pia de dados sobre conversas telefónicas de pessoas que nada tinham a ver com o dito processo. Mas, pelos visto, o inquérito destinou-se a identificar o crime cometido pelo jornal e pelos jornalistas. Aguardamos os desenvolvimentos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:43

...

por Tomás Vasques, em 15.02.06
Leituras: As «DEZ LEIS DO ABRUPTO SOBRE OS DEBATES NA BLOGOSFERA».

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:44

...

por Tomás Vasques, em 15.02.06
Deste mundo e do outro. «A mim, que já estou desenganado, também acontecem destas coisas. Há dias, imagine, descobri que a vida é uma longa violência. Durante um minuto fui o homem mais feliz do Universo: acabara de formular numa frase simples e razoavelmente lapidar toda uma teoria da história». José Saramago, Editora Arcádia, 1971

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:05

...

por Tomás Vasques, em 15.02.06
Cartoon

(Ivan Sarnago, no Comics y SucubosPosted by Picasa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:37

...

por Tomás Vasques, em 15.02.06
Bom dia (Vitor Ribeiro) Posted by Picasa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:28

...

por Tomás Vasques, em 14.02.06
Até o São Valentim apanha por tabela

Afinal não são só os “cartons”. “Manifestantes gritam palavras de ordem e queimam cartões românticos, em protesto contra o Dia de São Valentim, em Bangalore, na Índia. Os organizadores do protesto consideram que o Dia dos Namorados é uma festividade ocidental e que não deve ser comemorado no país.» - Informa o Público. É todo um outro modo de ver o mundo que está cada vez mais acirrado contra o que vem do Ocidente. E do lado de cada as coisas vão pelo mesmo caminho. Um locutor de uma rádio dinamarquesa tera dito aos microfones: “Só há duas reacções possíveis se queremos parar o terrorismo: ou se expulsam todos os muçulmanos da Europa Ocidental para que não possam pôr bombas ou se exterminam os muçulmanos fanáticos, o que significaria matar uma parte substancial dos imigrantes muçulmanos”. E, aqui chegados, a primeira pergunta é: porque razão está cada vez mais acirrado? Encontrada a razão, encontram o caminho a seguir. Não acreditam?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:34

...

por Tomás Vasques, em 14.02.06
Mesmo aqui ao lado
«La economía española creció un 3,4% en 2005». No El País.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:46

...

por Tomás Vasques, em 14.02.06
A cada um a sua verdade
Os países que têm bombas atómicas ou capacidade de as ter que levantem o braço.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:24

...

por Tomás Vasques, em 14.02.06
Outras religiões, outras culturas.

«Autoflaxelación chiíta no Día de Ashura na cidade iraquí de Karbala. Durante a dictadura, Saddam Hussein(sunita) tivoo prohibido para evitar posibeis rebelións chiítas. Agora, son centos de miles de persoas as que se preparan para o final das cerimonias que recordan solemnemente a morte do imán Hussein, neto do profeta Mahoma, feito ocorrido no ano 680 DC. A súa morte é conmemorada con música relixiosa e un ritual de autoflaxelación de centos de devotos vestidos de negro.Tamén "Ise foi o día en que Allah creou o seu Trono, o seu Escano, a súa Táboa e o seu Lápiz. Creou ao anxo Gabriel e a todos os seus anxos ese día. Creou os ceos, as estrelas e a terra ese día. A primeira choiva, e vostedes saben que a choiva é o Rahma de Allah, caeu na terra o día de Ashura"E ollo, que non só uns musulmáns fan este tipo de cousas, tamén en América hai cristiáns que chegan a cravarse en cruces na Semana Santa.Por certo non me solidarizo nen cos caricaturistas daneses nen co "el humor de Salas", liberdade de expresión si pero faltar ao respeito e procurar unha polémica segura que só pode empeorar unha situación paréceme lamentábel. O Salas ise, é o de "El Correo Gallego" que debuxou unha parella de homosexuais que tiñan coma fillo unha bosta, e hoxe agasállanos con isto, máis leña ao lume.Actualizado 12-II-06 As cruzadas vistas polos árabes (X.M.Beiras)»No Galego de seu.
Posted by Picasa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:14

...

por Tomás Vasques, em 14.02.06
Berlusconi no seu melhor

«Silvio Berlusconi voltou a surpreender. O primeiro-ministro italiano jantou no passado sábado com apoiantes, na cidade de Ancona e no meio do jantar, na sua intervenção, disse o seguinte: «Sou o Jesus Cristo da política, sou uma vítima paciente, que aguenta tudo e se sacrifica por todos». [Portugal Diário Link] No Jumento.

 Posted by Picasa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:07

...

por Tomás Vasques, em 13.02.06
O Haití já está a arder?


Partidarios de Préval rechazan los resultados de las elecciones de Haití y se enfrentan con la ONU - informa El País.

 Posted by Picasa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:53




Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

SOBRE LIVROS E OUTRAS ARTES

CONSULTA

LEITURA RECOMENDADA.