Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Tomás Vasques, em 16.02.06

Até amanhã


(Jan Vermeer -Lady writing a letter with her maid, [óleo sobre tela], 1670-72) Aqui. Posted by Picasa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:32

...

por Tomás Vasques, em 16.02.06
Que grande pedrada (não sei se no charco se na cabeça de algúem).
LIBERDADE? Hoje levantei-me cedo. Fui ler os jornais e os blogues do costume. É distracção minha, ou não estão convocadas manifestações de solidariedade em frente ao 24 Horas? No momento em que, pela primeira vez em trinta anos de democracia, um jornal português é alvo de rusga policial, onde páram os estrénuos defensores da liberdade de expressão? Acaso supõem que ela é indissociável de uma imprensa livre? Que é feito dos blogues de causas? E da indignação bem-pensante? Eu percebo. O 24 Horas não é dos «nossos». Nós somos todos muito finos para nos preocuparmos com jornalismo marron. Mas e o senhor Presidente da República? Desta vez não considera que estejam em causa direitos fundamentais? No Da Literatura.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:28

...

por Tomás Vasques, em 16.02.06
Credo

Creio no Homem todo-poderoso
Inventor da pastilha elástica
Do Prozac, do soutien sem alças
Do colchão de água, do preservativo
Do silicone e do airbag.
Creio na Maria sempre virgem
Hímen reconstruído
Inseminação artificial
Cesariana com epidural
Mãe sem pecado
Virgem e original
Como se nunca fora tocada.
Creio no homem novo
Que nasceu Manel e é Maria
Pénis removido por cirurgia
Sexo novo e funcional
Implante mamário e labial
Tudo no sitio e operacional.
Creio no Homem
Criador de todas as coisas
Das maiores às mais pequenas
Das divinais às obscenas
Porque a todas o homem quer
Hoje e para sempre
Ámen.

Encandescente

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:33

...

por Tomás Vasques, em 16.02.06
EUA insinuam que a Al-Qaeda está infiltrada na ONU: «Confrontado com o relatório, McClellan afirmou que os peritos, nomeados pela polémica Comissão de Direitos Humanos mas independentes desta, terão sido manipulados. “Sabemos que os membros da Al-Qaeda detidos foram treinados para espalhar alegações falsas”, afirmou o porta-voz, insistindo que alguns dos pontos do relatório “são um actualização das afirmações feitas por alguns advogados em nome de alguns detidos”. - Informa o Público.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:03

...

por Tomás Vasques, em 16.02.06

Politicamente correcto hoje em dia é dizer:


porque raio a ONU se preocupa com os direitos humanos na prisão norte-americana de Guantanamo e outra gente se preocupa com os direitos humanos na prisão de Abu Ghraib quando estamos à beira de uma guerra com os muçulmanos. (imagens aqui, via Bicho Carpinteiro) Posted by Picasa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:10

...

por Tomás Vasques, em 16.02.06

Branco e Vermelho


Branco e Vermelho é o novo concerto-teatro interpretado por Alexandra Bernardo e Alberto Augusto Miranda, é apresentado dias 20 e 21 de Fevereiro, às 21h30m na Sociedade Guilherme Cossoul em Lisboa.O título Branco e Vermelho é retirado do poema de Camilo Pessanha. Além deste poeta, perpassarão neste concerto, outras vozes como Miriam Reyes, Virginia Woolf, Gomes Leal, Raquel Antunes. (via Ashfixia) Posted by Picasa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:17

...

por Tomás Vasques, em 16.02.06

Coisas importantes


Tinta Cisne, ainda está meio o frasco, que é de litro. No H Gasolim UltramarinoPosted by Picasa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:38

...

por Tomás Vasques, em 16.02.06
Até amanhã

(Terry Rodgers, Just Like the Night, 2004, 56" x 72", oil on linen - via Erotismo Gráfico)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:25

...

por Tomás Vasques, em 16.02.06
Fundamentalismo e o politicamente correcto. O «politicamente correcto» é uma moda que, muitas vezes, exclui o exercício de pensar. É normalmente um reflexo à flor da pele de quem nunca será responsabilizado ou penalizado pelo que diz. Por isso, em certas circunstâncias, o melhor é navegar contra a corrente. Nesta história dos «cartoons», na qual quase toda gente centrou a questão sobre na defesa do direito de expressão contra uns trogloditas que incendeiam embaixadas e o mais que apanharam pelo caminho quase sem saber porquê, ir contra a corrente tem os seus custos, mas é imprescindível que alguém assuma esse difícil papel. Vamos esmiuçar o problema. As manifestações de rua nos países muçulmanos supostamente contra a publicação dos «cartoons» foram preparadas e organizadas com antecedência; quem as preparou e organizou sabe – sabe muito bem – o que representa nos países democráticos a liberdade de expressão e, sabe também, que aos Estados democráticos não podem ser assacadas responsabilidades pelo exercício desse direito; e, por ser assim, é que este é o tema escolhido para lançar os muçulmanos contra o «Ocidente» – exactamente onde mais atiça a revolta e a consciência democrática dos europeus; o objectivo desta manobra de diversão é atiçar a conflitualidade e preparar o terreno para uma guerra – uma guerra que os dirigentes muçulmanos mais fundamentalistas desejam ardentemente; como resposta, o «pensamento politicamente correcto» vai a reboque destes desejos e clama: - querem guerra? Vamos a ela! Tudo isto é demasiado previsível. Não chega dizer que temos valores superiores. É necessário demonstrar isso. Não está em causa o direito de expressão nos países democráticos. O que está em causa é a necessidade dos fundamentalistas muçulmanos – Irão, Palestina, etc. – se legitimarem na «guerra santa» contra o Ocidente. E por isso lançaram o Maomé para a fogueira - a unidade faz através de Maomé. A única atitude que pode contrariar os objectivos dos fundamentalistas ( também do Ocidente) é desanuviar e não atiçar. Mas o «politicamente correcto» faz o contrário: aqui d´el rei que nos querem tirar a liberdade de expressão. Vamos à guerra - dizem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:13



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

SOBRE LIVROS E OUTRAS ARTES

CONSULTA

LEITURA RECOMENDADA.