Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Tomás Vasques, em 07.02.06
Estar atento (a)



We´re fucked

Um muçulmano dá um traque no Iraque
Em Londres um inglês morre de enfarte
Em Washington um americano grita:
- Oh my God it´s a bomb!!
Dois muçulmanos gritam “morte aos infiéis” no Cairo
Em Madrid um espanhol começa a desfiar um rosário
Na Dinamarca o Primeiro-ministro justifica-se:
- It’s not my fault
E baixa-se tanto que até o cu se vê .
Três muçulmanos clamam contra cartoons em Beirute
Em Bruxelas o parlamento resolve proibi-los tout de suite
E em Washington e Londres as televisões censuram-nos dizendo:
- We didn’t show them at all.
Não fora a merda que os americanos fizeram no Iraque
Um traque muçulmano seria igual ao um de um europeu:
Só um traque
A liberdade de expressão não iria pelo buraco
O Corão seria somente um livro
E o Islão uma religião.
encandescente  Posted by Picasa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:57

...

por Tomás Vasques, em 07.02.06
Ao som de

 Posted by Picasa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:52

...

por Tomás Vasques, em 07.02.06

...

por Tomás Vasques, em 07.02.06
Carlos Barroco em Tavira, no Palácio da Galeria




De 11 de fevereiro a 1 de Abril de 2006. Posted by Picasa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:22

...

por Tomás Vasques, em 07.02.06
Não é um "cartoon". É uma pintura!



(Catherine Abel, Reclining Nude 2002, Oil on canvas) Posted by Picasa

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:01

...

por Tomás Vasques, em 07.02.06
Completamente de acordo

Os cartoons: nove notas . A defesa da liberdade de expressão só pode ser vista deste modo.
No entanto, parece que está a ser politicamente correcto restringir a publicação dos "cartoons" à defesa da liberdade de expressão no mundo ocidental e, a partir daí, fazer grandes declarações de princípio e de firmeza. Mas, esta "coisa" merece, a meu ver, outra abordagem. O significado da ocupação militar de um país muçulmano por uma "coligação" de países ocidentais é o facto determinante que agita o mundo árabe. A ocupação de país como meio de aí impôr regimes à medida foi prática, para citar apenas a história mais recente, pela Alemanha na denominada segunda guerra mundial e pela União Soviética na exportação das "democracias populares". Os Estados Unidos têm um comportamento semelhante - sempre tiverem. A memória ainda retém as intervenções norte-americanas em defesa das sanguinárias ditaduras latino-americanas. Já choveu torrencialmente em Santiago, para exemplo. Afinal, a história não começou no dia 11 de Setembro de 2001 e quase 80% dos iraquianos querem ver os americanos pelas costas, segundo sondagem recentemente publicada. Em suma, os falcões ocidentais estão hoje como peixe na água. Aguardemos os resultados.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:19

...

por Tomás Vasques, em 07.02.06
Afinal somos todos provincianos
Por cá, muita boa gente disse, a propósito da passagem de Bill Gates por Portugal, que só um país provinciano dava a atenção que demos ao tal senhor; que em nenhum outro país europeu ele teria esta guarida, etc. Aqui ao lado o El País diz que: «Bill y Melinda Gates, aspirantes al Premio Príncipe de Asturias de Cooperación Internacional -El fundador de Microsoft, Bill Gates, y su esposa, Melinda Gates, que dirigen la Fundación que lleva sus nombres, han sido propuestos para el Premio Príncipe de Asturias de Cooperación Internacional 2006 por varias personalidades e instituciones culturales de todo el mundo».

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:24

...

por Tomás Vasques, em 07.02.06
A guerra dos «cartoons» ou liberdade de expressão em toda a sua pujança

A guerra dos «cartoons», como as antigas guerras da manjerona, prometem continuar. Jornais muçulmanos ameaçam ilustrar Anne Frank na cama com Hitler e outros temas sobre o Holocausto. Do lado ocidental alguns jornais preparam «bonecos» à altura: Maomé a banquetear-se com um leitão, enquanto na sua frente Jesus Cristo de joelhos lhe pede casamento. Depois seguirá por aí fora, com respostas taco a taco. É a liberdade de expressão em toda a sua pujança – dirão alguns.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:41

...

por Tomás Vasques, em 07.02.06
A propósito de deuses, cartoons e liberdades

Dos deuses saúdo a omniausência
A grandeza de não sendo
Serem
O que o homem quer.
Dos homens deploro a incoerência
A incongruência
De sendo grandes criarem deuses
Que os amarram e justificam
Mas limitam.
Eu
Não venero deus algum
Ante nenhum me curvo e ajoelho
Por nenhum me prosto e levanto o cu.
Adorar?
Adoro a liberdade.
Perdê-la?
Só por amor.
Não por um deus ausente
Tenha o nome que tiver
S eja lá ele quem for.

encandescente

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:30

...

por Tomás Vasques, em 07.02.06
Opções que a liberdade de expressão comporta
«Jornal dinamarquês rejeitara cartoons sobre Jesus: O jornal dinamarquês que publicou os cartoons de Maomé recusou publicar caricaturas sobre a ressurreição de Jesus Cristo, que há três anos lhe tinham sido enviadas pelo ilustrador Christoffer Zieler, argumentado que podiam ser ofensivos e que não tinham piada». No Público.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:34

...

por Tomás Vasques, em 07.02.06
Irracionalidade

«O combate da liberdade exige inteligência. A humilhação em nome da liberdade é uma caricatura trágica da nossa civilização». António José Teixeira , DN.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:25

...

por Tomás Vasques, em 07.02.06
Jornalistas distraidos
O Público de hoje, na secção Desporto, informa: «o Nacional da Madeira vai apresentar queixa contra Sá Pinto, autor de um dos golos no desaire madeirense em Alvalade frente ao Sporting por 3-1 no passado sábado. Em causa, segundo foi noticiado ontem pela Rádio Renascença, estarão gestos e palavras provocatórias do capitão sportinguista junto do banco da formação madeirense após ter marcado o golo do empate».
É impressionante a falta de rigor atingida em 3 linhas: a) o União da Madeira não perdeu 3-1 com o Sporting; b) Sá Pinto não marcou nenhum golo ao União; c) no jogo entre o Sporting e o União nenhum golo empatou a partida. Só falta saber se a Rádio Renascença noticiou o assunto!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:05



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

SOBRE LIVROS E OUTRAS ARTES

CONSULTA

LEITURA RECOMENDADA.