Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


||| Por acordo?

por Tomás Vasques, em 15.11.08

O G qualquer coisa – desta vez foram 20 «países industrializados»  –, reunidos em Washington, «acordaram inverter a tendência de recessão global e prevenir futuras crises».  Para tal, desdobraram-se em intenções de regulação, palavra que se multiplica ao longo do comunicado, mas no essencial, apenas mandaram os ministros das Finanças de cada um pensar sobre o assunto até 31 de Março de 2009.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 23:12

||| Citações [2].

por Tomás Vasques, em 18.07.08

«A desigualdade continua porque o país não produz, não exporta, não investe e não poupa; porque se endivida; e porque o Estado o desorganiza, corrompe e abafa. Isto é a evidência. Infelizmente, de quando em quando, convém repetir a evidência

 

 

Desigualdade, Vasco Pulido Valente, Público, 18.07.2008.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:47

||| Previsões e ilusões.

por Tomás Vasques, em 16.07.08

O Banco de Portugal, no seu relatório de Verão, baixa a previsão da taxa de crescimento económico, em 2008, para 1,2%. Nada mais evidente. Os partidos da oposição, como é seu dever (em Portugal o termo «oposição» é levado a sério: os partidos da oposição «opõem-se», não apresentam soluções) criticaram o governo. A questão não está no relatório de Verão, mas no de Outono. Duvido que, aí, a previsão actual se aguente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:27

||| As teias que nos enleiam.

por Tomás Vasques, em 25.06.08

 

Nuno Ramos de Almeida descreve uma pequena história dramática. Romanceada, mas vulgar. Implacável, mas coisa do dia a dia. Há quem defenda que a morte do mercado do arrendamento para habitação, em Portugal, foi obra da «primeira República». Outros dizem que se deve ao congelamento das rendas imposto pelo «Estado Novo». Seja como for, fazer de todos os portugueses proprietários da sua habitação é uma teia em que quase todos se enleiam. Pelo menos, há 30 anos. Em muitos casos, um conto de fadas feito prisão. Do emprego e do desemprego. Do medo e do silêncio. Em vez de «o trabalho liberta», pode-se inscrever a «propriedade liberta».

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 01:20

||| Os subterrâneos do descontentamento.

por Tomás Vasques, em 24.06.08

 

O Eurobarómetro da Primavera, divulgado pela Comissão Europeia, revela que os portugueses são os cidadãos europeus mais pessimistas quanto ao futuro. Só 15% acreditam que a sua vida vai melhorar nos próximos 12 meses, quando a média europeia se situou nos 32% de optimistas. Mais significativo, ainda, é o facto de há 6 meses, no mesmo inquérito, no Outono de 2007, 35% mostravam confiança na melhoria da sua vida nos próximos 12 meses. Ou seja, decorridos 6 meses, operou-se uma queda abrupta das expectativas. O que está por saber é até que ponto a frustração e o descontentamento aqui revelados se traduzem nas próximas eleições, sobretudo nas legislativas. Pelo andar da carruagem, não há ventos de mudança porque o quadro partidário está imóvel. Todos conhecem do que é capaz Manuela Ferreira Leite, Paulo Portas, Jerónimo de Sousa e Francisco Louça. Aliás, a própria oposição (as oposições, à direita e à «esquerda») sabe isso, contentando-se em retirar a maioria absoluta ao PS. O que não é nenhuma vitória. É, apenas, uma consequência natural.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 20:40



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

SOBRE LIVROS E OUTRAS ARTES

CONSULTA

LEITURA RECOMENDADA.



Contador

eXTReMe Tracker