Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


||| Isenção.

por Tomás Vasques, em 03.02.08

A liberdade de expressão e de informação são dos pilares que sustentam as sociedades democráticas. Mas, quando um grupo económico, cujos interesses fundamentais se repartem por diversas áreas de actividade, desde as telecomunicações ao turismo, detém a propriedade de um órgão de comunicação social, não é de estranhar que se levantem suspeitas sobre a sua isenção. Estas suspeitas mais se adensam se a lógica editorial desses órgãos de comunicação social assentam na teoria dos «interesses» ou dos «interesses inconfessáveis». É caso para dizer, usando a mesma lógica: eles sabem da poda; ou apetece perguntar: quem é que os sustenta? É porque estas coisas têm dois sentidos: um para cá e outro para lá. E eu já vivi o suficiente para não acreditar em «capuchinhos vermelhos», nem em «lobos maus». Nem sequer no «pai natal». Talvez não fosse descabido, no futuro, limitar a propriedade de órgãos de informação a quem não tenha interesses económicos noutras áreas. Provavelmente, a democracia e a liberdade de expressão e de informação ficassem a ganhar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:42



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

SOBRE LIVROS E OUTRAS ARTES

CONSULTA

LEITURA RECOMENDADA.



Contador

eXTReMe Tracker