Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


|||Alternativas políticas.

por Tomás Vasques, em 18.01.09

 

 A oposição é «o que está contra» e, por isso, tem por dever opor-se. Uma oposição que não se opõe demite-se de ser oposição. Logo, se se demite de ser oposição deixa de «estar contra» para estar a favor. E se está a favor já não é oposição. É neste silogismo que Manuela Ferreira Leite se deixou enlear. Se o Governo defende a avaliação dos professores, Manuela Ferreira Leite defende a suspensão dessa avaliação; se o Governo defende o TGV, a presidente do PSD diz que com que ela não esperem ver passar comboios; se o governo defende o investimento público para reanimar a economia, Manuela Ferreira Leite defende que não devia ser o Estado a estimular o investimento e o consumo, mas sim as famílias e as empresas, através da redução de imposto. Se o governo diz que o melhor é tomar dolviran, Manuela Ferreira Leite diz de imediato que nem pensar, o panadol é que bom. Mas o problema da presidente do PSD é que, quando não se tinha que opor, defendeu a avaliação dos professores; o TGV, o aumento de impostos para sustentar o investimento público e por aí fora. O mal de tudo isto é que o PSD não tem uma solução, uma alternativa. Apenas é «contra». E, depois, queixam-se que a comunicação social «fabrica» a convicção de que não há alternativa…

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:56

|||Albergue espanhol.

por Tomás Vasques, em 13.12.08

Amanhã há uma sessão pública de «comunicabilidade das esquerdas». Para quem sabe como estas «coisas» funcionam (qualquer pessoa com um mínimo de experiência política e de conhecimento das realidades políticas, como escreve Vítor Dias) trata-se de uma balão de ensaio para uma alternativa política, orquestrada a duas mãos: BE e Manuel Alegre. O resto é enfeite para compor a árvore de Natal.  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:20



Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

SOBRE LIVROS E OUTRAS ARTES

CONSULTA

LEITURA RECOMENDADA.



Contador

eXTReMe Tracker