Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



||| Rigor.

por Tomás Vasques, em 29.07.09

Correu por aí um boato de que era mais prudente entregar as nossas poupanças (os pouco que as possuem) a Manuela Ferreira Leite do que a José Sócrates. Os números, o rigor, dizem-nos que não é verdade: «O números não mentem: o crescimento da despesa foi de 0,48 por cento na altura dos governos de Durão Barroso e de Pedro Santana Lopes, seguindo-se os governos de Cavaco Silva com 0,32 por cento, de António Guterres com 0,31 por cento e de José Sócrates com apenas 0,14 por cento»

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:15


7 comentários

De Jorge Ferreira a 29.07.2009 às 15:28

"Apenas", caro Tomás, ok, levo a palavrinha à conta de ironia. Conclusão: de há 20 anos para cá aumentamos sempre o gasto. Quem vier atrás que feche a porta...

De Tomás Vasques a 29.07.2009 às 15:45

Caro Jorge: o autor do «apenas» é a jornalista do Público, de onde transcrevi a frase. O seu a seu dono. Entendi o «apenas» no plano relativo e não absoluto. Abraço.

De Odete Pinto a 29.07.2009 às 15:36

Boato é muito pouco, caro Tomás Vasques.
Eu diria carga de pancada, quase-estigma, tó-colante quase-permanente, tatuagem desesperante, sei lá.

Há anos que esperava por uma explicaçãozinha que aliviasse este karma.

Surgiu agora, de um estudioso - insuspeito de ser sequer socialista simpatizante.

De Tomás Vasques a 29.07.2009 às 15:47

Cara Odete: Já que o Jorge Ferreira diz que o «apenas» é uma ironia, eu direi que boato é um eufemismo.

De André Carvalho a 31.07.2009 às 00:24

Caro Tomás Vasques, parece o "rigor" de hoje já não é exactamente o mesmo do de ontem. O monstro nunca deixou de ser rosa http://bit.ly/R7oSE

Abraço

De Tomás Vasques a 31.07.2009 às 00:35

Caro André: o estudo citado não comprova as suas palavras. E por muito que nós troquemos opiniões, entre laranjas e rosas, o monstro » existe e é preciso combate-lo. Abraço.

De André Carvalho a 01.08.2009 às 01:20

É o próprio Ricardo Reis a dizer que a análise do Miguel Frasquilho, que é radicalmente oposta à dele e pode ser consultada aqui http://bit.ly/Fo8fx, é "boa e séria". Apesar de não ser nenhum entendido em maérias economico-financeiras, gosto de consultar os dados oficiais em que destaco o seguinte link: http://bit.ly/uwexQ. Se consultar o quadro da página 6 (Portugal – Principais Indicadores Económicos) percebe-se que uma coisa é o crescimento percentual da divida pública face ao PIB num determinado periodo de tempo, e outra, o valor bruto da divida pública anual. Por outras palavras, se num determinado ano o monstro fosse de 1000 feijões e um governo o aumentasse 0,32% e o governo seguinte o aumentasse 0,31%, significaria que o monstro com o primeiro governo teria aumentado 320 feijões e com o segundo governo 409,2 feijões - apesar do crescimento em percentagem da despesa ser maior de com o primeiro governo, o valor da despesa anual é maior no segundo governo.

Abraço

Comentar post




Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

SOBRE LIVROS E OUTRAS ARTES

CONSULTA

LEITURA RECOMENDADA.



Contador

eXTReMe Tracker