Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Palermices.

por Tomás Vasques, em 28.03.07

.











Meu caro Vítor Dias: na rectificação de hoje ao seu post sobre conquilhas estragadas toca exactamente no ponto nevrálgico. Cito: “num quadro em que desde principio não se falava de outra coisa do que da possibilidade de Salazar ganhar, se porventura se verificou uma mobilização espontânea (política e sociologicamente compreensível) de uma parte dos militantes e simpatizantes comunistas para votar em Álvaro Cunhal, isso – longe de representar qualquer forma de «fanatismo» – só abona a favor da sua consciência e postura combativamente antifascista.» É exactamente aqui que, do meu ponto de vista (apalermado, obviamente), a porca torce o rabo. Uma mobilização espontânea dos militantes e simpatizantes comunistas para votar Álvaro Cunhal abona a favor da sua consciência anti-fascista? Na merda de um programa daqueles? (que palco que os comunistas escolhem para a luta!) Votar? (votar? – repito. Que noção de votação e de democracia! Que palhaçada encarar aquela treta como votação!) Consciência anti-fascista? (aumentar as audiências de um reality shows medíocre já passou à categoria de luta anti-fascista!). Noutros tempos recusava-se a participação nas farsas eleitorais montadas pelo regime do “botas” e agora mobilizam-se as “consciências anti-fascistas” para esta cagada? Haja decoro!
PS1: Muita boa gente, e perdoem-me a acidez, ensandeceu com esta história do Salazar da Maria Elisa. Até já se fala em “neo-salazarismo” como referência de uma direita desnorteada. Tretas. Vinte mil basbaques fazem dez telefonemas cada um e está a coisa montada. Até já falam no “povo” revoltado. Que idiotice! Não tenho dúvidas de que, nesta palhaçada, igual à Quinta das Celebridades, os «anti-fascistas» que se «mobilizaram» e, aprisionados a uma cultura política com teias de aranhas, tomaram a sério este programa, como se de uma «luta política» se tratasse, deram um brinde ao ditador de Santa Comba Dão.
PS2: Caro Vítor Dias: eu por ser um homem livre e que penso pela minha cabeça (a minha obediência é a minha consciência) posso ganhar o prémio «Os Grandes Palermas da Blogosfera Portuguesa». E que prémio atribuir a quem considera que na URSS existiu a «democracia mais avançada do mundo»? Prefiro ser «palerma» do que cúmplice de assassinatos políticos (processos de Moscovo) e das ditaduras e dos ditadores que o comunismo produziu. Durmo de consciência anti-fascista tranquila!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01




Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

SOBRE LIVROS E OUTRAS ARTES

CONSULTA

LEITURA RECOMENDADA.



Contador

eXTReMe Tracker