Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Leituras.

por Tomás Vasques, em 30.04.07


«Los diversos sectores políticos que han gobernado Venezuela en el último medio siglo (...) presuadidos de que tenían en sus manos un magnífico instrumento para superar de raíz el estado de pobreza en que o país, decidieron utilizar os ingresos fiscales petroleros para emprender un proceso de modernización amplio e sostenido. Se desarrollaron, en consecuencia, sistemas de educación y salud caracterizados por la prestación pública y centralizada de tales servicios, se creó o seguro social, se realizaron planes de viviendas y se intentó transformar al campo mediante una refforma agraria. Durante un largo período se pensó que el Estado era el dador de bienes que podía alterar radicalmente la composición social del país. Los años, como sabemos, han mostrado que os resultados no fueron los previstos

(Carlos Sabino, de cómo un estado rico nos llevó a la pobreza, 1994)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:41

Treinador de sofá.

por Tomás Vasques, em 28.04.07



Pois ...pois... equipa de matraquilhos. Já ouvi o uso de outros sinónimos para «tremideira».

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:46

Ainda há essa coisa do segredo de justiça?

por Tomás Vasques, em 27.04.07
»Fonte judicial» informou a comunicação social que Carmona Rodrigues ia ser constituido arguido no processo Bragaparques. Também, segundo o Público: «Fonte judicial avançou, por sua vez, que o autarca deverá ser confrontado com factos que indiciam prevaricação e participação económica em negócio, quando for ouvido pelo Ministério Público.» Já ninguém se escandaliza que sejam »fontes judiciais» a alimentar a comunicação social e a marcar as agendas noticiosas?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:16

Debate parlamentar.

por Tomás Vasques, em 27.04.07
Não assisti ao debate parlamentar de hoje, mas confio sem reservas no retrato feito Pedro Correia. Aliás, a descrição encaixa nos objectivos de Paulo Portas: «transportar» o CDS-PP para o centro-direita. Paulo Portas pode não atingir os seus objectivos, mas não será por falta de ajuda de Marques Mendes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:02

Arguidos bons e arguidos maus.

por Tomás Vasques, em 27.04.07
Ao instalar-se o uso da «constituição de arguido» como arma de arremesso político, o PCP e o BE classificam os arguidos em bons e maus, a partir de critérios políticos e não dos ilícitos criminais em investigação. Arguidos bons são os do PCP e do BE: eles defendem os «trabalhadores» e o «povo» dos capitalistas, e só leis feitas por «capitalistas» podem incriminar do que quer que seja os seus representantes; arguidos maus são todos os outros porque estão ao serviço do «capitalismo» e da «reacção». O raciocínio é sobejamente primário, mas faz escola na comunicação social.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:24

Pegou a moda...

por Tomás Vasques, em 27.04.07
A presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, foi hoje constituída arguida. Entre a constituição de arguido e a transição em julgado de uma sentença condenatória vai um abismo. Mas, por razões políticas, o PCP, o BE e Marques Mendes, lançaram lama sobre todo e qualquer autarca que seja constituido arguido num qualquer processo de investigação. Agora a lama começa a cair-lhes em cima!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:11

Até amanhã.

por Tomás Vasques, em 26.04.07

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:53

Controlo da comunicação social.

por Tomás Vasques, em 26.04.07
Neste momento, às dez e meia da noite, é noticiado que o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carmona Rodrigues, vai (foi) ser constituido arguido. A SIC Notícias dá a notícia e quem entrevista sobre o assunto? O representante do Bloco de Esquerda, um tal Sá Fernandes, o qual, entre os vereadores eleitos, foi o que recolheu menos votos dos lisboetas. Então e os representantes do PS, do PCP e do CDS? Controlo da comunicação social - dizem eles.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:32

Notas soltas.

por Tomás Vasques, em 26.04.07
1. - «Ninguém chora pela morte dos lacaios. A não ser que, com lágrimas de crocodilo, pretendam os patrões encorajar novos lacaios a servi-los com a mesma perfeição que os defuntos. »

LeandroMartins, Avante, 26.Abril.2007 (Referindo-se a Boris Ieltsin).
2. - Marie-George Buffet, candidata do Partido Comunista Francês, recolheu 1,9% dos votos dos franceses na primeira volta das eleições presidenciais.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:08

Exportações.

por Tomás Vasques, em 26.04.07



Portugal especializou-se na exportação de ex-primeiros-ministros e ex-presidentes da República para o desempenho de cargos em instituições internacionais. Esta especialização é sinal de que não temos a menor influência no contexto internacional, apesar de ser vendido o inverso. Depois de António Guterres e Durão Barroso coube a vez a Jorge Sampaio ser nomeado o primeiro alto representante da ONU para o Diálogo das Civilizações. O problema é que estas exportações, ao contrário do concentrado de tomate e das conservas de atum, não ajudam a equilibrar a balança de pagamentos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:44

Citações.

por Tomás Vasques, em 26.04.07

Uma cooperação pouco estratégica, Constança Cunha e Sá, Púlico de hoje:


«Seria curioso reler, agora, os inúmeros textos apologéticos que se escreveram, há um ano, quando o actual Presidente da República se estreou, no Parlamento, com um discurso frouxo e demagógico sobre a "exclusão social". Da habilidade táctica do orador, à importância única do tema, passando pelos efeitos grandiosos dessa sua primeira intervenção, tudo foi devidamente escalpelizado pelo entusiasmo fácil dos que se deixam levar pelos altos desígnios que supostamente animam a retórica de um homem providencial. Basta lembrar que houve quem considerasse que esse piedoso conjunto de banalidades era o mais importante discurso que alguma vez havia sido feito depois do 25 de Abril!Com o tempo, o entusiasmo naturalmente esfriou: os "roteiros" sobre a exclusão acabaram por se diluir numa série de iniciativas inconsequentes, polvilhadas de boas intenções e de lugares-comuns inevitáveis; e a "cooperação estratégica", essa prometedora inovação presidencial, tem brilhado secretamente nos bastidores do Estado, sem quaisquer resultados visíveis que se possam avaliar. Já, as recomendações públicas que acompanham invariavelmente a promulgação de algum diploma mais controverso, o Governo faz o favor de as ignorar, como aconteceu, presentemente, com a lei sobre o aborto, ou, no passado, com a colecção Berardo.Não é, portanto, de estranhar que, um ano depois da sua "fulgurante" estreia, o Presidente se tenha apresentado, ontem, na Assembleia da República, com umas dúvidas soltas sobre as comemorações do regime e umas frases comoventes sobre os jovens de sucesso que ele, para surpresa dos portugueses, encontra, por aí, prontos a ser observados, em todas as esquinas do país. É natural que alguns exegetas, atentos a todos os "sinais" emitidos de Belém, descortinem dois ou três "recados" cirúrgicos numa intervenção que se distinguiu pela irrelevância das dúvidas e pela vacuidade das considerações. Infelizmente, o discurso do Presidente da República, por si só, encarrega-se de diluir higienicamente qualquer significado político que lhe queiram, à viva força, atribuir

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:30

25 de Abril de 2007

por Tomás Vasques, em 25.04.07

Um dia perfeito!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:40

25 de Abril de 2007

por Tomás Vasques, em 25.04.07



Faz hoje 33 anos, às 8 da manhã, entrei a porta de armas da Escola Prática de Serviço de Material, em Sacavém, onde prestava serviço militar obrigatório. Aí fiquei durante os dias seguintes a seguir os acontecimentos pela televisão e a destituir o comandante que, encerrado no seu gabinete, no dia 26 ainda não se tinha decidido para que lado havia de cair. Só saí do quartel no dia 30 de Abril integrado na «força militar» que foi para Caxias «guardar» os agentes da pide que começaram a ser presos. Aqui, com o meu amigo Casanova, um anarco-comunista natural do Couço, divertimo-nos pelas madrugadas dentro a vasculhar os milhares e milhares de livros e discos apreendidos e a suripiar um exemplar de cada. Percorri, um a um, os gabinetes dos «chefes» da polícia, as salas de interrogatórios e os arquivos: tinha curiosidade em saber o que estava anotado a meu respeito num processo que tinha levado à prisão, no dia 7 de Abril de 1973, alguns dos meus amigos políticos. Só a 4 ou 5 de Maio, finalmente, conseguir percorrer as ruas de Lisboa e respirar os novos ares. Agora, 33 anos depois, vejam lá se comem a sopa e se se decidem a fazer disto uma democracia decente.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:55

25 de Abril de 2007

por Tomás Vasques, em 25.04.07
Pelo segundo ano temos: Um presidente, Uma maioria, Um governo, defraudando quem elegeu Cavaco Silva como lider da oposição.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:41

Boris Ieltsin.

por Tomás Vasques, em 24.04.07



Boris Ieltsin – um homem dos montes Urais – estava completamente esquecido até que a morte o devolveu à ribalta por uns dias. Contudo, foi um dos protagonistas da implosão da União Soviética e do império soviético. (Não esquecer que dirigia o partido em Moscovo nos anos de Gorbatchov). Teve o mérito de ser o primeiro presidente eleito na Rússia, ainda enquanto República Soviética, mas sobretudo teve o mérito de, a 18 de Agosto de 1991, enfrentar as velhas múmias comunistas e impedir o seu regresso ao poder. Foi obra!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:50

Pág. 1/8




Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D

Links

SOBRE LIVROS E OUTRAS ARTES

CONSULTA

LEITURA RECOMENDADA.



Contador

eXTReMe Tracker